Rio Grande do Sul tem contas desbloqueadas

Estado estava sem acesso a recursos desde o dia 11 deste mês

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Sartori encontra Levy

O Estado do Rio Grande do Sul teve as contas desbloqueadas pela União nesta quinta-feira (20). Desde o dia 11 deste mês, o governo estadual estava sem acesso aos recursos financeiros por não ter pagado a parcela da dívida com a União (leia aqui). Durante o período, prefeituras e fornecedores reclamavam da falta de repasses por parte do Estado.

Segundo a Secretaria da Fazenda, com o desbloqueio, os valores de vale alimentação de servidores estaduais já foram encaminhados. No entanto, não está definido quando os hospitais irão receber os aportes atrasados. O Estado pretende guardar os recursos para pagar a próxima folha de funcionários.


Deprecated (16384): Accessing `here` as a property will be removed in 4.0.0. Use request->getAttribute("here") instead. - /home/amanha/www/src/Template/Posts/view.ctp, line: 173 You can disable deprecation warnings by setting `Error.errorLevel` to `E_ALL & ~E_USER_DEPRECATED` in your config/app.php. [CORE/src/Core/functions.php, line 311]/posts/view/971" data-widget-id="AR_1" data-ob-template="RevistaAmanha">

leia também

A dádiva de servir à saúde - Conheça a Farmácias São João, um dos cases do livro “100 Marcas do Rio Grande”

A responsabilidade do Congresso - O cuidado com os recursos públicos e o respeito à restrição orçamentária deveriam ser valores da casa, opina Zeina Latif

Ajuda a estados terá impacto de R$ 127,4 bilhões sobre Tesouro até 2022 - Os cálculos incluem a possibilidade do RS e de MG ingressarem no regime de recuperação fiscal, revela Mansueto Almeida

As cidades com melhor (e o pior) saneamento no Sul - Municípios do Paraná, como Londrina, destacam-se no investimento e tratamento de água e esgoto na região

Banrisul lucra R$ 339,9 milhões no semestre - Provisões para recuperações judiciais diminuíram o resultado do banco

Bruce Martins: tributação de incentivo fiscal dado a empresas é espoliação - O advogado tributarista analisa as manobras da União para tributar créditos de ICMS

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: