Manifestações têm impacto limitado no mercado

Para MCM, o choque dos protestos na política será bem reduzido

Da Redação, com Infomoney

redacao@amanha.com.br

Manifestações têm impacto limitado no mercado

O Ibovespa, após abrir em queda, mudou de direção: o indicador subia 0,4% às 11h27, para 47.696 pontos. Para analistas, as manifestações nas ruas no domingo (16) têm impacto limitado no mercado. Pesa, ainda, nas bolsas de países desenvolvidos a divulgação de inesperada – e acentuada – queda do índice Empire State referente à atividade indústria da região de Nova York, que teve o menor nível desde abril de 2009. Isso faz com que os agentes apostem no adiamento da alta de juros nos Estados Unidos, o que o mercado vê como positivo para ativos de renda variável de emergentes no curto prazo.

Manifestações
Conforme destaca a MCM Consultores, as estimativas em torno do número de manifestantes nas manifestações de domingo apontam para um número menor do que aquelas de 15 de março, mas maior do que as de 12 de abril. "Nossa avaliação é de que as manifestações do final de semana não irão alavancar o impeachment da presidente e o seu impacto no quadro político atual é bem reduzido. Entretanto, elas ganham importância numa perspectiva um pouco mais longa", avalia a consultoria.

Durante os protestos, pedidos de impeachment foram mesclados com os de renúncia e até de convocação de novas eleições. Havia um sentimento generalizado de descontentamento com a situação atual do Brasil que reúne inflação alta e aumento do desemprego, por exemplo. A reação do Planalto se deu por uma declaração do ministro da Comunicação Social, Edinho Silva, afirmando que o governo "viu as manifestações dentro da normalidade democrática". Responsável pelo julgamento dos réus da Operação Lava Jato, o juiz Sérgio Moro foi ovacionado pelos manifestantes, que mostraram todo o seu apoio às prisões recentes. Manifestantes pró-governo também se reuniram no Instituto Lula.


leia também

Dilma diz que sofreu segundo golpe de Estado na vida - Ex-presidente afirmou que recorrerá contra o que chamou de “fraude”

A China fez o que o mercado queria - Corte de juros era algo esperado, mas ainda não é suficiente para ajudar na recuperação econômica, afirmam especialistas

A estabilidade do funcionalismo público é mesmo necessária? - O tema é particularmente importante no contexto de ajuste fiscal, avalia Zeina Latif

A reestruturação da Gerdau veio na hora errada? - Transação seria negativa por causa da dívida da maior empresa do sul

A responsabilidade do Congresso - O cuidado com os recursos públicos e o respeito à restrição orçamentária deveriam ser valores da casa, opina Zeina Latif

A superfície e as profundezas da economia - Retomada poderá ser difícil dada a situação financeira empresarial

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: