Ganhar bem ou ficar mais tempo com a família?

Pesquisa do SPC mostra que o dinheiro não é tudo para os brasileiros

Redação

redacao@amanha.com.br

Ganhar bem ou ficar mais tempo com a família?

Já ensina o conhecido ditado que dinheiro não traz felicidade. A filosofia popular foi atestada por uma recente pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pelo portal de educação financeira Meu Bolso Feliz. O levantamento revela que sete em cada dez entrevistados (69%) preferem um estilo de vida com mais tempo para a família, mesmo que isso implique em ter um salário menor. Essa manifestação já poderia servir de alento – pelo menos nesses tempos de recessão econômica pelos quais o Brasil atravessa.

Mas há outra revelação: a pesquisa comprova que, no geral, 85,7% dos motivos que deixariam as pessoas mais felizes não estão relacionados diretamente com dinheiro. Quando perguntados sobre os requisitos necessários para ter felicidade, 33,5% dos brasileiros afirmam que ter mais tempo para a família é o principal. Logo após, 15,6% dizem que é ser saudável, e 14,5% que viajar seria a principal fonte para ser feliz. Outros 14,3% dos entrevistados afirmam que os aspectos relacionados ao consumo são os mais importantes. 

Metodologia
Em maio, foram ouvidas 605 pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, de ambos os sexos e pertencentes às classes A, B e C, nas 27 capitais brasileiras. A margem de erro é de 4 pontos percentuais com margem de confiança de 95%.


leia também

Não há segredo nas Melhores Empresas para Trabalhar – SC - Blumenau receberá próximo evento de AMANHÃ e GPTW em agosto

A consagração de quem valoriza - Evento premiou as 40 Melhores Empresas para Trabalhar no RS

A empresa vai quebrar. E agora? - A resposta não é simples, pois envolve algumas questões muito subjetivas

A hora e a vez dos colaboradores - Pesquisa de AMANHÃ e GPTW em SC recebe inscrições até 5 de setembro

A necessidade de controlar a internet nas empresas - O mau uso pode causar até mesmo demissão por justa causa

As eternas vítimas no ambiente corporativo - Se você lidera alguém assim, fique atento para não comprometer a equipe

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: