Governo gaúcho cancela venda de ações do Banrisul

Preço dos papéis não atende ao interesse do Piratini

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Governo gaúcho cancela venda de ações do Banrisul

O Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul) anunciou na manhã desta quinta-feira (19) o cancelamento da venda de ações. Segundo o comunicado, o preço por ação apresentado não atendia ao interesse do governo estadual, maior acionista do banco. Na terça-feira (10), o Banrisul havia informado a intenção e o cronograma para uma oferta pública de distribuição secundária de 96.323.426 ações ordinárias. O total da oferta deveria ultrapassar R$ 2,2 bilhões. Na quarta-feira (18), porém, um novo comunicado informava a redução do número de papéis ofertados para 71,3 milhões - ou o equivalente a uma receita de até R$ 1,5 bilhão. O cronograma também foi alterado. 

Em entrevista coletiva pela manhã, o governador Eduardo Leite afirmou que a operação foi consistente e que o governo jamais venderia a qualquer custo as ações do banco para cumprir uma promessa que seria, no caso, voltar a pagar o salário do funcionalismo em dia. Marco Aurelio Cardoso, titular da Fazenda, destacou que a oferta foi trabalhada de forma técnica e coordenada por uma equipe responsável. "A bolsa está na máxima histórica, com recorde de emissões de ações. De forma alguma era uma operação fora do mercado. Não era um movimento de desespero. O que aconteceu foi uma contaminação do preço", opinou. 


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: