Banrisul pode levantar R$ 2,2 bilhões com oferta de ações

Mesmo com a nova negociação, Piratini manterá o controle

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Banrisul pode levantar R$ 2,2 bilhões com oferta de ações

O Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul) divulgou nesta terça-feira (10) que realizará uma oferta pública de distribuição secundária de 96.323.426 ações ordinárias de titularidade do acionista controlador, o governo do Estado do Rio Grande do Sul. A cotação de fechamento do papel do banco na segunda-feira (9) foi de R$ 23,18. Com base neste preço, o total da oferta deve ultrapassar R$ 2,2 bilhões. As ações ordinárias dão direito a voto nas assembleias, mas o governo garante que, mesmo com a nova negociação, manterá o controle do Banrisul.

De acordo com o comunicado, a oferta está sob a coordenação do Bank of America Merrill Lynch Banco Múltiplo, do Itaú BBA e do Banco J.P. Morgan. “Simultaneamente serão realizados esforços de colocação das ações no exterior pelo BofA Securities, pelo Itau BBA USA Securities e pelo J.P. Morgan Securities LLC, nos Estados Unidos, exclusivamente para investidores institucionais qualificados residentes e domiciliados no país e também nos demais países”, detalha o documento. 

O banco estatal informa ainda que não será admitida a distribuição parcial das ações.” Caso não exista demanda para aquisição da totalidade das ações por parte dos investidores profissionais, até a data da conclusão do Procedimento de Bookbuilding, nos termos do contrato de colocação, a oferta será cancelada”, esclarece o comunicado. O preço por ação será fixado após a conclusão do procedimento de coleta de intenções de investimento, que será realizado junto a investidores profissionais, tendo como parâmetros a cotação das ações ordinárias de emissão do Banrisul na B3 e as indicações de interesse em função da qualidade e quantidade da demanda.


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: