Grupo Maven cria empresa que atua na proteção de dados

Privacy Tools se antecipa à LGPD, que entrará em vigor em 2020

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Grupo Maven cria empresa que atua na proteção de dados

Entrando em vigor em agosto de 2020, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) resultará em diversas mudanças para as empresas que trabalham com dados pessoais. Sendo assim, os empresários gaúchos Marison Souza Gomes e Aline Lucia Deparis, sócios do Grupo Maven, resolveram fundar outro negócio para atuar na área. A nova companhia se chama Privacy Tools e foi criada com o propósito de auxiliar empresas, gestores e encarregados de dados na adequação à nova legislação. 

A partir da vigência da nova norma, as instituições que não se adequarem poderão sofrer sanções de até 2% do faturamento anual, assim como punições que cheguem ao valor de R$ 50 milhões. A dupla de empreendedores entende que embora nenhuma solução, software ou processo atual é suficiente para que empresas estejam em total conformidade com os regulamentos globais de privacidade, a utilização de serviços e softwares especializados pode acelerar este processo de transformação.

A Privacy Tools oferece soluções on-line que simplificam o alcance da conformidade com a nova lei, sendo que uma delas pode ser acessada gratuitamente. Trata-se do diagnóstico de websites, uma solução que possibilita a análise de URL, gerando um relatório que aponta os itens que não estão de acordo com a legislação.


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: