IP Sul vai gerir iluminação pública em Porto Alegre

PPP trará economia de R$ 300 milhões para a capital gaúcha

Da Redação

redacao@amanha.com.br

IP Sul leva concessão de iluminação pública de Porto Alegre

O Consórcio IP Sul obteve nesta quinta-feira (29) na Bolsa de Valores B3 (foto), em São Paulo, a concessão do serviço de iluminação pública de Porto Alegre, na primeira parceria público-privada (PPP) da história do Rio Grande do Sul. O consórcio vencedor é composto por Quantum Engenharia, GCE S/A, Fortnort Desenvolvimento Ambiental e Urbano e STE Serviços Técnicos de Engenharia. 

Com o lance de R$ 1,745 milhão para o valor máximo de contrapartida pública mensal, a vencedora, caso tenha a sua documentação habilitada, irá gerir o parque de iluminação pública porto-alegrense pelos próximos 20 anos. Com isso, o valor total da contrapartida ficará em torno de R$ 418,8 milhões. O aporte inicialmente previsto para as contrapartidas do município, de cerca de R$ 740 milhões, será reduzido em mais de R$ 300 milhões de economia para a prefeitura, caso o lance seja ratificado como vencedor do contrato. A disputa teve oito credenciados, entre empresas ou consórcios. 

O edital prevê a troca dos mais de 100 mil pontos de iluminação por lâmpadas de LED, o que vai gerar economia estimada em cerca de 50%. Também está prevista a expansão dos serviços de iluminação. A prefeitura fica com o papel de gestora do contrato, avaliando o desempenho do concessionário. Para o prefeito Nelson Marchezan Júnior, o momento quebra paradigmas e consolida um modelo de desestatização. “Somos a cidade que realizou as maiores reformas estruturais e cortes de folha de pessoal e custeio para mudar a perspectiva de futuro. Construímos um cenário para que a Capital volte a ser uma ótima oportunidade de negócio para os empresários do Brasil”, destaca. “Exemplo disso é a B3 receber o leilão de PPP com o maior número de interessados”, avalia. 


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: