Tudo pela arte de encantar brasileiros ao volante

GM procura aperfeiçoar a experiência do consumidor

Por Karine Menoncin

karine.menoncin@amanha.com.br

Para deixar a crise no retrovisor, General Motors procura aperfeiçoar a experiência do consumidor

Após uma queda de 46% em quatro anos, para 2,05 milhões de unidades em 2016, as vendas de carros e caminhões cresceram 9% em 2017. Os negócios passaram a se recuperar no ano passado, quando a venda de veículos novos cresceu 14,6%, segundo levantamento da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Na carona, a General Motors (GM), dona da marca Chevrolet, comercializou quase 390 mil carros e passou a dominar 18,5% do mercado brasileiro. 

Ainda assim, no início de 2019, a multinacional norte-americana anunciou a pretensão de sair do Brasil, encerrando as operações em suas fábricas em São Caetano do Sul, Mogi das Cruzes e São José dos Campos (SP), Gravataí (RS) e Joinville (SC). Após acordos, a empresa decidiu ficar no país. 

Luis Mesa, diretor de produção da unidade gaúcha (foto), apresentou ao canal AMANHÃ TV algumas estratégias da montadora para encantar os brasileiros.  

Confira a entrevista aqui

Edição: Allan Pochmann


comentarios




Jean Voltz

O dia que a indústria automobilística nacional entender que o cliente, quando compra um produto, tem expectativas e que sempre são frustradas no pós-venda, devido ao mau atendimento das concessionárias (e já que a fábrica não produz com qualidade), teremos orgulho em ter um veiculo nacional.

Comentar

Adicione um comentário: