Madero confirma investimento de R$ 600 milhões no Paraná

Companhia vai quintuplicar faturamento em uma década

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Madero confirma investimento de R$ 600 milhões no Paraná

O Grupo Madero confirmou nesta quarta-feira (29), em cerimônia no Palácio Iguaçu, investimentos de R$ 600 milhões na ampliação das operações da empresa em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais. O anúncio foi feito pelo presidente do Grupo, Júnior Durski, ao lado do governador Carlos Massa Ratinho Junior e do apresentador Luciano Huck, sócio do empreendimento. Esses recursos integram um ciclo de investimentos do Madero no Estado com apoio do programa estadual de incentivos. Durski afirmou que recebeu propostas de outros estados como Minas Gerais e Distrito Federal por conta dos planos de expansão da marca para o Nordeste, mas optou por aumentar os investimentos feitos no Paraná em função da eficiência dos órgãos governamentais.

Segundo o Grupo Madero, o novo ciclo de investimentos vai quintuplicar o faturamento da empresa na próxima década. Os recursos anunciados envolvem a conclusão da quarta fase de instalação da cozinha central, que começou a funcionar em 2016, com potencial de empregar mais de 500 funcionários simultaneamente. A planta instalada em um terreno na zona industrial de Ponta Grossa engloba setor de hambúrgueres e empanados; panificação; molhos, sobremesas; embutidos e defumados; armazém de secos; e câmaras frias. A cozinha central produz hoje quase 100% de tudo que é servido em todos os restaurantes do grupo: Madero, Jeronimo, A Sanduicheria do Junior Durski e Dundee Burger.

Com quase 3,5 mil metros quadrados, a fase 3, inaugurada nesta semana, aumenta a capacidade de produção de embutidos como o choripán, a linguicinha artesanal e o bacon, além da preparação das carnes que são servidas nos restaurantes. As fases 1 e 2 somam 11 mil metros quadrados de área construída e a fase 4, com previsão de inauguração para 2020, terá 35 mil metros quadrados. “Até agora investimos R$ 210 milhões e temos 400 funcionários. No próximo ano, com a conclusão da cozinha central, a nossa capacidade instalada vai atender toda a demanda dos próximos cinco anos. Em junho de 2025 seremos um time de 20 mil pessoas. Em 2029, 35 mil pessoas trabalharão conosco”, antecipou Durski.


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: