Volkswagen retoma segundo turno no Paraná

Marca contratou 60 pessoas para acelerar produção do T-Cross

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Volkswagen retoma segundo turno no Paraná

A Volkswagen retomou o segundo turno de produção na fábrica de São José dos Pinhais (foto), no Paraná, acelerando a fabricação do T-Cross, SUV que acaba de chegar ao mercado brasileiro. Cerca de 500 funcionários que estavam em layoff (suspensão temporária de contratos) voltam ao trabalho, aumentando a produção do modelo. O contingente representa um quinto do total de trabalhadores da fábrica, que tem 2.600 pessoas contratadas.

A retomada permitirá à empresa elevar a produção do T-Cross para abastecer tanto o mercado interno como as exportações, uma vez que o novo SUV da marca tem potencial para ser comercializado em 50 mercados da América Latina e África. Além do segundo turno, os dias de produção na fábrica aumentarão significativamente em 2019, cerca de 100 dias a mais que em 2018 (de 150 para 250). Ao todo, a Volkswagen do Brasil investiu R$ 2 bilhões na produção do T-Cross no Paraná, incluindo modernização e ampliação da fábrica e desenvolvimento do projeto, que resultou no primeiro SUV da Volkswagen fabricado no Brasil.

“Além das 500 pessoas que retornarão do layoff, ainda contrataremos mais 60 profissionais para acelerar a produção do T-Cross. Ele é o 12º das 20 novidades que lançaremos até 2020. É o modelo mais importante da Volkswagen em 2019. Temos compromisso com o Brasil e aqui estamos investindo nesse período R$ 7 bilhões para essa que é a maior ofensiva de produtos da história da marca Volkswagen no país”, destaca Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

A fábrica de São José dos Pinhais foi inaugurada em 18 de janeiro de 1999. É uma das mais modernas fábricas do Grupo Volkswagen. Desde a sua inauguração, já produziu mais de 2,6 milhões de veículos.


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: