Electra adquire certificados de energia renovável

Complexo eólico tem baixo índice de emissão de carbono

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Electra Energy adquire certificados de energia renovável

A Electra Energy adquiriu 130.979 mil Certificados Internacionais de Energia Renovável (I-RECs) da Atlantic Energias Renováveis. Os certificados, relativos à contratação de mais de 130 GWh de energia proveniente de usinas eólicas, atestam o caráter sustentável dos empreendimentos, que geram energia com baixo índice de emissão de carbono. “Muitas empresas preferem consumir energia renovável. Esses certificados estimulam a expansão da geração de energia por fontes limpas, fundamental para melhorar a qualidade da matriz elétrica brasileira”, explica Angela Saraiva, diretora de gestão de clientes da Electra Energy.

A energia contratada pela Electra é proveniente do Complexo Eólico Lagoa do Barro (foto), da Atlantic, composto por oito parques que somam 195 MW. O complexo está localizado na cidade de Lagoa do Barro do Piauí (PI). O I-REC é um sistema global de rastreamento de atributos ambientais de energia projetado para facilitar a contabilidade confiável de carbono compatível com diversos padrões internacionais. O sistema permite a todos os usuários de eletricidade fazer uma escolha consciente e baseada em evidências para a energia renovável em qualquer país do mundo. 

A Electra Energy é uma das maiores comercializadoras independentes de energia do País. Fundada em 2001, foi pioneira na negociação de energia de fontes incentivadas para consumidores especiais e já negociou mais de 40.000 GWh no mercado livre.  A Atlantic Energias Renováveis atua desde 2009 no desenvolvimento, implantação e operação de projetos de geração de energia elétrica proveniente de fontes renováveis, como parques eólicos. Os empreendimentos da companhia, localizados nas regiões sul e nordeste do país, somam 642 Megawatts de potência instalada. As duas companhias são sediadas em Curitiba. 


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: