Gerdau abre inscrições para programa de aceleração

Dez empresas serão selecionadas em parceria com Endeavor

Da redação

redacao@amanha.com.br

Estão abertas as inscrições para a primeira turma do programa Gerdau Builders, uma parceria entre a fabricante de aço e a Endeavor para aceleração de empresas e fomento à inovação. Até o dia 29 de abril, empreendedores de todo o país nas áreas de construção civil e reciclagem poderão participar da seleção neste site. Para fazer parte do programa, a companhia deve apresentar potencial de crescimento e um modelo de negócios estruturado.  Os dez selecionados serão acompanhados por executivos Gerdau e Endeavor ao longo dos cinco meses de aceleração, que envolve mentorias individuais e coletivas, além de workshops em São Paulo. O contato com o ecossistema de scale-ups deve promover novos modelos de negócios. O objetivo é gerar valor e impacto em ações de sustentabilidade e responsabilidade social, especialmente relacionadas a temas de reciclagem e moradia.

O Gerdau Builders busca parceiros que apoiem a empresa a encontrar soluções para as áreas de: Building Information Modelling (BIM); soluções de gestão de obras; marketplaces; financiamento para construção civil; sistemas construtivos; construções modulares; regularização; drones; mapeamento de topografia; logística reversa de reciclagem; soluções de coleta e reciclagem; economia circular; gestão de resíduos e afins. “Acreditamos que sustentabilidade e responsabilidade social são bases para a construção do futuro do nosso país. Por meio da aceleração e da parceria com a Endeavor, a Gerdau aposta no desenvolvimento de empreendedores e novos negócios que devem superar os desafios nessas áreas”, sintetiza Paulo Boneff, gerente de responsabilidade social da Gerdau.

Hoje, a Gerdau é responsável pela compra de cerca de 12,6 milhões de toneladas de sucata por ano, cuja reciclagem representa quase metade da sua produção nacional. A maior empresa da região, de acordo com o ranking 500 MAIORES DO SUL, publicado por AMANHÃ com o apoio técnico da PwC, aposta no fortalecimento do sistema de uso dos materiais recicláveis como incentivo à substituição dos recursos naturais no setor siderúrgico. A iniciativa impacta positivamente o ciclo produtivo por meio da conservação de matérias-primas, redução do consumo de energia e queda das taxas de emissão de CO2.

Para este ano, a produtora de aço acredita no início da recuperação do setor de construção civil no Brasil, um mercado que movimenta aproximadamente R$ 300 bilhões e gera 6,5 milhões de empregos, segundo dados do IBGE. Para fomento da área, a Gerdau integra as principais iniciativas que promovem seu desenvolvimento, como o Lab Habitação, para estímulo de soluções habitacionais para população de baixa renda; o Juntos Somos +, programa de fidelidade e qualificação da mão de obra para construção; além de ser um dos principais parceiros da ONG TETO, tendo apoiado a construção de mais de 2 mil moradias em todo o país. 



comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: