Movimentação em Imbituba tem alta de 15% no bimestre

A importação liderou as operações no porto catarinense

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Porto de Imbituba cresce 15% no primeiro bimestre de 2019

O Porto de Imbituba (foto) fechou janeiro e fevereiro com alta de 15% na movimentação de cargas em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado bimestral soma um volume movimentado de cerca de 750 mil toneladas, aproximadamente 100 mil toneladas a mais do que no primeiro bimestre do ano passado. A perspectiva da SCPar Porto de Imbituba, empresa pública que administra o porto, é que o complexo do Sul Catarinense movimente 5,4 milhões de toneladas até dezembro.

Para Jamazi Alfredo Ziegler, diretor-presidente da SCPar Porto de Imbituba, o avanço reflete o esforço empregado para a melhoria das condições operacionais e para a atração e retenção de cargas. “O desafio agora é atrair novas linhas de navegação, realizar melhorias estruturais para o recebimento e embarque de mercadorias, além de trabalhar com BI (business intelligence), tecnologias da informação e estratégias de inovação para alavancar nossa competitividade no mercado”, avalia o presidente.

O transporte de contêineres, coque, milho, hulha betuminosa e toras de madeira representaram 73% de todas as cargas que passaram pelo local no período. Em relação à balança comercial, a importação liderou as operações, com 43,6% do total movimentado, seguida das exportações, com 38,8%. Os demais 17,6% ficaram para cabotagem, que é a navegação na costa brasileira.


Deprecated (16384): Accessing `here` as a property will be removed in 4.0.0. Use request->getAttribute("here") instead. - /home/amanha/www/src/Template/Posts/view.ctp, line: 173 You can disable deprecation warnings by setting `Error.errorLevel` to `E_ALL & ~E_USER_DEPRECATED` in your config/app.php. [CORE/src/Core/functions.php, line 311]/posts/view/7190" data-widget-id="AR_1" data-ob-template="RevistaAmanha">

leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: