Aneel elege a Copel melhor distribuidora do país

Avaliação considera a qualidade percebida pelo cliente

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Aneel elege a Copel melhor distribuidora do país

Pelo segundo ano consecutivo, a Copel foi eleita pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a melhor grande distribuidora de energia de todo o País e da região Sul na percepção do cliente residencial. A premiação é referente ao Índice Aneel de Satisfação do Consumidor (Iasc) 2018, indicador que mostra a aprovação do cliente aos serviços prestados no ano passado. 

A Companhia Paranaense de Energia alcançou 74,13 pontos nas categorias Brasil e Sul de Concessionárias Acima de 400 mil Clientes. Na categoria nacional, venceu as finalistas Cosern, do Rio Grande do Norte, e RGE, do Rio Grande do Sul. Já na categoria regional, ficou à frente também da RGE e da RGE Sul, outra gaúcha na disputa. A média nacional nessa categoria de distribuidoras foi de 65,50 pontos, enquanto na região Sul, de 69,90. Para chegar ao Iasc, a Aneel avalia uma série de critérios, tais como a qualidade percebida pelo cliente, relação custo-benefício dos serviços, satisfação geral e confiança no fornecedor.

O presidente da Copel, Daniel Pimentel Slaviero, afirma que o reconhecimento pela agência reguladora é dos mais importantes dentre os tantos conquistados pela Copel nos últimos anos, como os prêmios Abradee (Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia) e Cier (Comissão de Integração Energética Regional). “Demonstra uma sólida posição da Copel junto às distribuidoras que primam pela excelência no atendimento ao cliente. E o reconhecimento que vem da ponta é, sem dúvida, o que mais importa”, comemora Slaviero. O setor de distribuição de energia vem sendo importante foco de investimentos da estatal. No ano passado, foram investidos R$ 790 milhões na área. Em 2019, este montante será ainda maior, da ordem de R$ 835 milhões.

Divulgado anualmente pela Aneeel desde 2000, o Iasc retrata o grau de satisfação do consumidor em relação à qualidade dos serviços prestados pelas distribuidoras de energia elétrica e tem o propósito de estimular a busca pela melhoria contínua. A Aneel premia desde 2002 as distribuidoras mais bem avaliadas, desde que seja atingido um escore mínimo de 60 pontos. Nesta edição, a pesquisa para apuração do índice foi realizada pela empresa Praxian Business & Marketing Specialists, no período de 17 de setembro a 14 de dezembro de 2018, com a aplicação de 23.446 questionários nos 608 municípios sorteados nas áreas de concessão e permissão das 92 distribuidoras de energia elétrica. No Paraná, foram ouvidos 450 clientes em 18 municípios. A Copel levou o primeiro lugar nacional entre as grandes concessionárias pela última vez em 2018, referente à pesquisa Aneel realizada em 2017. Antes disso, o título havia sido conquistado em 2014. Já na pesquisa de 2016, a Companhia ficou com o terceiro lugar no ranking brasileiro e o primeiro da região Sul. 


Deprecated (16384): Accessing `here` as a property will be removed in 4.0.0. Use request->getAttribute("here") instead. - /home/amanha/www/src/Template/Posts/view.ctp, line: 173 You can disable deprecation warnings by setting `Error.errorLevel` to `E_ALL & ~E_USER_DEPRECATED` in your config/app.php. [CORE/src/Core/functions.php, line 311]/posts/view/7135" data-widget-id="AR_1" data-ob-template="RevistaAmanha">

leia também

A gigante da energia paranaense - Como a Copel usou a engenharia para vencer os limites estaduais

Acordo entre Eletrosul e chinesas gerará 10 mil empregos no Sul - As obras devem se prolongar até 2022, com um investimento de quase R$ 4 bilhões

Aneel autoriza reajuste de tarifas de energia da região Sul - Três das cinco cooperativas terão valores reduzidos

Aneel dá prazo para Eletrosul e Shangai fecharem contrato - O negócio gira em torno de R$ 4,1 bilhões, em valores atualizados

Aneel leiloa todos os lotes de linhas de transmissão e subestações no Sul - Os projetos para a região somam um aporte total de R$ 8,5 bilhões. A Neoenergia e a CPFL conquistaram metade das ofertas

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: