Uma história de tradição e solidez

Paraná Banco tem atuação marcada pelo olhar para o futuro

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Paraná Banco tem atuação marcada pelo olhar para o futuro

O case a seguir faz parte do livro “Paraná – Grandes Marcas”, publicado pelo Instituto AMANHÃ.

Em 1979, uma nova alternativa para quem buscava crédito pessoal e financiamento de veículos surgiu em Curitiba: era a Paraná Financeira, pertencente ao Grupo JMalucelli. Mas aquela operação cresceu e transformou-se em um dos maiores bancos de crédito e investimento do país. Daquele período, o aperto de mão – gesto que simbolizava os contratos firmados, atestando a confiança de ambas as partes – perdura até os dias de hoje nas relações do Paraná Banco com seus clientes. 

Foi em 1989 que um novo capítulo começou a ser escrito na história da instituição, que passou a atuar como banco múltiplo – comercial, de crédito, financiamento e investimento. Logo, em 1995, veio a grande virada: após um convênio firmado com o Governo do Estado do Paraná, o banco passou a direcionar suas operações para o crédito consignado. Nessa modalidade, foi pioneiro: a partir de 2004, tornou-se uma das primeiras instituições a conceder crédito a aposentados e pensionistas do INSS. A expansão das operações levou, em 2007, à abertura de capital na Bolsa de Valores. No mesmo ano, o banco reassumiu o controle da JMalucelli Seguradora – a maior no segmento de seguro garantia do Brasil. Em 2012, sua operação de financiamento foi reforçada com o credenciamento para operar em linhas do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A atuação segura garantiu solidez à instituição, que, ao longo de sua história, atravessou  mais de uma dezena de crises conjunturais no país, além de cinco mudanças na moeda brasileira. Desde a sua fundação, o Paraná Banco tem sido capaz de se adaptar a um contexto volátil e adverso. “Se por um lado a capacidade de adaptação foi fator decisivo, por outro, a disciplina também foi uma das características que nos permitiu evoluir e nos desenvolver nesse ambiente desafiador”, explica Cristiano Malucelli, presidente da instituição desde 2012. 

O quadro de resiliência se repetiu na última recessão econômica nacional: mesmo em meio à instabilidade do mercado, o banco alcançou lucro líquido de R$ 132,27 milhões em 2016. “A chegada de novas tecnologias e novos modelos de gestão, mais fundamentados em fatos e dados e menos em intuição, aliada a capacidade de adaptação do banco, pode nos destacar ainda mais dentro desse contexto”, salienta o presidente.

Crescimento estratégico
Esse reflexo quase nulo das crises nos resultados da instituição deve-se também à rapidez e à agilidade do banco em traçar estratégias para se adaptar aos cenários adversos. “Mesmo que, em muitas vezes, seja preciso tomar medidas duras em prol da solvência da instituição”, ressalta André Malucelli, diretor comercial do Paraná Banco. Recentemente, em uma revisão estratégica de seus objetivos e foco de atuação, o banco concentrou sua carteira de crédito na modalidade de consignados – com baixos índices de inadimplência e melhores margens de lucro –, de natureza mais estável que os créditos empresariais. A experiência de 22 anos na oferta de crédito consignado levou o Paraná Banco a ser reconhecido pelo mercado financeiro brasileiro como um dos principais especialistas na operação.

O cenário desafiador do mercado não assusta o Paraná Banco, que mantém perspectivas de crescimento para os próximos anos. A atuação segue a linha conservadora adotada desde sua fundação: crescer com cautela e rentabilidade. Por isso, seus planos visam a fortalecer e ampliar seu market share nos nichos em que atua. A estratégia da companhia busca reforçar o seu posicionamento como um banco de seguros, com oferta de seguro garantia, judicial e resseguro; de créditos, consignado e financiamento; e de investimento, com captação e gestão de recursos. A área de seguros responde hoje por 40% dos resultados consolidados da companhia – os 60% restantes advêm das operações de crédito e captação de investimentos. Dentro da área de seguros, a modalidade judicial é responsável por parcela significativa do crescimento do banco. 

Mas a expansão do Paraná Banco não se limita ao portfólio: a instituição já conta com 128 correspondentes exclusivos, 43 correspondentes multimarcas, 32 lojas próprias e quatro plataformas comerciais, cobrindo geograficamente todo o país. Os investimentos da companhia também projetam a expansão na América Latina. O marco inicial da estratégia ocorreu em 2016, quando o banco – em associação com a The Travelers Companies Inc. – adquiriu a Cardinal Compañia de Seguros S/A, uma seguradora de garantia na Colômbia.

A força da companhia é atestada ainda pelo desempenho de suas operações, que no último ano totalizaram R$ 3,7 bilhões em crédito, R$ 3,3 bilhões em crédito consignado e R$ 4 bilhões em captação de investimentos. Os números comprovam o êxito do braço financeiro do Grupo JMalucelli. Aliás, o Paraná Banco responde, entre mais de 70 empresas, por 35% do faturamento do Grupo.

Jornada da era digital
Os 39 anos de história construíram uma tradição no Paraná Banco. Por ser um banco especializado no crédito consignado, a instituição consegue atuar de forma muita próxima ao cliente, ouvindo diretamente as suas demandas e construindo junto com ele soluções que atendam às suas necessidades – desde condições de pagamento até vantagens exclusivas.

Sempre atento às demandas de seus clientes e às suas mudanças de hábitos, a companhia tem investido continuamente no seu posicionamento no ambiente digital. Em um período no qual a maioria dos consumidores utiliza plataformas digitais para resolver questões financeiras e serviços bancários, o desafio é aumentar o leque de produtos e serviços com oferta digital. A largada foi dada com a constituição de uma plataforma na qual os investidores podem abrir uma conta em apenas dez minutos, tornando-se desnecessária a ida à uma agência bancária. O banco disponibiliza também um aplicativo com foco na comodidade e transparência na gestão dos investimentos. Nele, os investidores podem agendar aplicações fora do horário comercial, contatar a equipe de atendimento em tempo real, acompanhar cotações e os principais indicadores econômicos, comparando com suas aplicações – além de obter rentabilidades diferenciadas para investimentos feitos por meio da ferramenta. 

Compromisso com o futuro
Instituição fundamental para o desenvolvimento econômico do estado paranaense, o Paraná Banco, assim como as outras 72 empresas do Grupo JMalucelli, cumpre papel igualmente relevante no desenvolvimento social do Paraná. Para centralizar, integrar e gerenciar as ações de responsabilidade social e ambiental das companhias do Grupo, foi criado, em 2011, o Instituto Joel Malucelli (IJM). A entidade é responsável por desenvolver campanhas, apoiar projetos e firmar parcerias com instituições que necessitam de assistência social. 

Todas as ações do Instituto são desenvolvidas especialmente para crianças que estão em situação de vulnerabilidade e risco social, buscando a promoção de cultura, cidadania, apoio ao esporte e ao meio ambiente. Em 2016, o IJM e as empresas do Grupo JMalucelli doaram mais de R$ 2 milhões, através das leis de incentivo fiscal, para um escopo de 11 projetos com seis instituições atendidas. Entre eles, o Projeto Senhora Saúde do Hospital Santa Casa, o Projeto de Canoagem da Confederação Brasileira de Canoagem e o Museu Zilda Arns – Memorial da Vida da Associação Nacional de Amigos da Pastoral da Criança.


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: