Cargolift: entrega, dedicação e inovação

A empresa possui filiais entre Pernambuco e Rio Grande do Sul

Da Redação

redacao@amanha.com.br

A paranaense Cargolift possui filiais entre Pernambuco e Rio Grande do Sul

O case a seguir faz parte do livro “Paraná – Grandes Marcas”, publicado pelo Instituto AMANHÃ.


De um caminhão com sete anos de uso, até uma estrutura que contempla 13 filiais espalhadas por três regiões do Brasil, a história da Cargolift é um exemplo de dedicação, fé e entrega ao próximo.

Fruto de um sonho de Markenson Marques, e de sua esposa Claudia, a Cargolift – uma empresa do setor de logística e transportes – nasceu em 1994, refletindo o desejo de ambos em devolver à sociedade uma parte das conquistas que esta lhes proporcionava. Hoje, a empresa possui filiais entre Pernambuco e Rio Grande do Sul, unindo 470 funcionários, 600 caminhões entre frota própria, agregados e terceiros – que realizam 420 viagens por dia e 20 mil operações todo mês. O crescimento ao longo dos anos tranformou a empresa em um modelo de gestão que é benchmarking tanto para outras empresas quanto para estudantes. 

A excelência em seu ramo de atuação faz a companhia acumular clientes renomados, diversos prêmios de reconhecimento e mais de R$ 200 milhões de faturamento só em 2017. Mas, mais do que isso, a Cargolift possui projetos dos quais se orgulha e que comprovam a realização do sonho de seus fundadores – os projetos de sustentabilidade social, realizados pelo Instituto Cargolift.

Estrutura e gestão
Do head office situado na Rua Arthur Martins Franco, 880, na Cidade Industrial, em Curitiba, são comandadas as operações de clientes das mais diversas áreas. A Cargolift oferece soluções para a indústria com especialização no setor automobilístico, operações de inbound, route design integrado, projetos logísticos, serviços de cross-docking, armazém geral, gestão de embalagens, transporte FTL, milk-run LTL, gestão de pátio de contêineres, transporte em trânsito aduaneiro, monitoramento de impactos ambientais com emissões no transporte rodoviário e IT-Integration. 

A empresa investe constantemente em renovação e modernização da frota, que tem idade média de 2,4 anos nos veículos de tração, o que permite uma estrutura adequada a cada tipo de operação de transporte rodoviário de cargas, oferecendo segurança e pontualidade. “Segurança vem antes de pontualidade, o que é primordial para o sucesso da operação”, explica o presidente e fundador Markenson Marques.

Capacitada para desenvolver projetos logísticos bem elaborados para cada formato de contrato, inclusive transporte de Produtos Perigosos, a Cargolift possui certificação ISO 9000 e SASSMAQ. Isso fará da empresa uma das primeiras transportadoras do Brasil a receber a certificação OEA (Operador Economicamente Autorizado). Dessa forma, será assegurado o cumprimento das políticas de segurança e normas da legislação ambiental vigentes e garantida a integridade dos produtos transportados.

Outros destaques são as operações em terminais e o hot line service, um projeto que nasceu da necessidade de rapidez no transporte de cargas emergenciais dos clientes. A empresa oferece ainda a eficiência de veículos rastreados e dedicados ao transporte rodoviário e a agilidade na coordenação do transporte aéreo, quando necessário.

Enfrentando os desafios
Com um histórico de encarar com seriedade e responsabilidade todos os desafios que se apresentam, a Cargolift mostra que, com sua experiência de negócio, honestidade e visibilidade de mercado, é possível manter a estabilidade e até mesmo o crescimento da empresa, mesmo em momentos difíceis para o país. Em 2016, a operadora logística subiu oito posições no ranking de Maiores e Melhores do Ano da editora OTM, das revistas Transporte Moderno e Technibus. 

A estratégia da empresa é confiar no bom trabalho desempenhado, na ética, na inovação e no pensamento de vanguarda. Em plena crise, a Cargolift inaugurou uma unidade em Recife e outra em Vinhedo, com 20 mil m² de armazém. Para 2018, é planejada a inauguração de um novo head office, que trará outras evoluções – entre elas, a implementação do conceito de co-working. 

Além disso, a companhia também desenvolve um projeto interno de inovação e future thinking, focado em impulsionar talentos e despertar em toda a equipe o pensamento de colocar-se à frente dos desafios. 

Sempre engajada em campanhas de combate à corrupção, a Cargolift fez questão de demonstrar seu apoio à Operação Lava Jato e às 10 Medidas contra a Corrupção. “Acredito que a ética e a honestidade devem prevalecer em todos os momentos, especialmente naqueles quando a economia e a situação política de um país estão tão abalados. Nesses momentos, reforçar nossos valores junto à nossa equipe e perante toda a sociedade é ainda mais importante”, opina Marques.

Já no curto prazo, a Cargolift planeja seu crescimento por meio de diversos projetos – entre os quais está uma maior participação no mercado de São Paulo, com a inauguração, em 2017, do Cross-Docking de Vinhedo e o lançamento de soluções integradas com a Logística 4.0 aos clientes. Também está projetada a implantação da Central de Controle Operacional voltada para machine learning, e o novo depot para contêineres em São José dos Pinhais.

Sustentabilidade social: o Instituto Cargolift
Além do crescimento da empresa e dos avanços em tecnologia e estrutura, a Cargolift segue firme no propósito de contribuir socialmente por meio dos projetos de seu Instituto. Este nasceu em setembro de 2003, com o principal propósito de avançar e colocar em prática o Projeto Ceifar, que atua no sentido de promover a recuperação e ressocialização de homens acima de 18 anos com dependência química. Mais de 1,5 mil alunos já passaram pelo projeto ao longo dos seus quase 15 anos, e o índice de recuperação é 48% superior à média nacional (22%). Muitas novas histórias são reconstruídas pela influência positiva do projeto, com uma equipe altamente capacitada, formada por psicóloga, psiquiatra, pastores, monitores, cozinheiras e uma média de 20 voluntários que realizam atividades esportivas, culturais e coaching para ajudar durante o período de sete meses de tratamento.

O Instituto Cargolift também promove, além do projeto Ceifar, projetos de apoio a instituições e pessoas em situação de vulnerabilidade social. É o caso do Novos Sonhos. Promovido pela Escola DOM, esse projeto tem como público-alvo meninas entre 06 a 12 anos, do bairro do Parolin, em Curitiba, que passam por situações familiares delicadas e que, por meio da dança, podem enxergar novos sonhos e construir novas histórias de vida. Graças ao Novos Sonhos, as meninas encontram a chance de se tornarem profissionais da dança, recebem orientação espiritual, física e emocional. Recebem também tratamento médico e odontológico, fazem novas amizades, cursam aulas de teatro e sapateado e se apresentam em espetáculos da Escola DOM com os demais alunos.

O Projeto Vida, outra iniciativa do Instituto, realizou a doação de um ônibus para o transporte escolar de crianças na cidade de Dondo, localizada na província de Sofala, em Moçambique. Além disso, são promovidas Ações entre Amigos realizadas na Cargolift, com incentivo de doação entre os funcionários para apoiar colaboradores que passam por situações pessoais e familiares delicadas. Nesses casos, a empresa coleta doações dos colegas, além de completar o auxílio com sua própria doação.


Deprecated (16384): Accessing `here` as a property will be removed in 4.0.0. Use request->getAttribute("here") instead. - /home/amanha/www/src/Template/Posts/view.ctp, line: 173 You can disable deprecation warnings by setting `Error.errorLevel` to `E_ALL & ~E_USER_DEPRECATED` in your config/app.php. [CORE/src/Core/functions.php, line 311]/posts/view/6829" data-widget-id="AR_1" data-ob-template="RevistaAmanha">

leia também

25 anos: do tubo de alumínio aos componentes - O aumento do portfólio da Arotubi ocorreu naturalmente

A jovem gigante DINAMIK Rental - Empresa do Grupo Cargo ganha mercado a cada ano

A marca que entende a mulher brasileira - Recco, de Maringá, nasceu como um pequeno ateliê

A Multiloja está presente em todos os lares paranaenses - Rede se tornou uma das maiores varejistas do estado

Alcast: um grupo, duas grandes marcas - A produção da Panelux ganhou forma no ano 2000

BBM Logística: na estrada do futuro - Empresa tem 4 mil veículos em operação em todo o país

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: