País tem saldo positivo de 58,6 mil empregos em novembro

Região Sul criou mais de 24,7 mil vagas no mês, informa Caged

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Carteira de trabalho

O emprego formal no Brasil manteve a tendência de crescimento em novembro de 2018, registrando saldo de 58.664 postos de trabalho, equivalente à variação de +0,1% em relação ao mês anterior. Esse resultado decorreu de 1.189.414 admissões e de 1.130.750 desligamentos. Foi o melhor saldo do mês de novembro desde 2010. No acumulado do ano houve crescimento de 858.415 empregos, uma variação de +2,27. O acréscimo, nos últimos 12 meses, é de 517.733 postos de trabalho, correspondente à variação de +1,36. As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quinta-feira (20) pelo Ministério do Trabalho. 

No mês, três regiões apresentaram saldo de emprego positivo e duas, saldo negativo: Sudeste (35.069 postos, +0,1%); Sul (24.763 postos, +0,3%); Nordeste (7.031 postos, +0,1%); Norte (-932 postos, -0,05%); Centro-Oeste (-7.537 postos, -0,2%). Dezenove Unidades Federativas registraram variação positiva no saldo de emprego e oito, negativa. Os maiores saldos de emprego ocorreram em São Paulo, com saldo de 17.754 postos (+0,1%); Rio de Janeiro, com 13.700 postos (+0,4%); Rio Grande do Sul, com 10.121 postos (+0,4%); Santa Catarina, com 9.192 postos (+0,4%); Paraná, com 5.450 postos (+0,2%); Espírito Santo, com 3.248 postos (+0,4%); e Ceará, com 2.249 postos (+0,2%). 

O setor do Comércio foi o principal destaque de novembro. Foram registradas 361.866 admissões e 273.279 desligamentos, resultando em um saldo de 88.587 postos de trabalho, o que corresponde a um crescimento de +0,9% sobre o mês anterior. Esse resultado foi impulsionado tanto pelo subsetor do Comércio Varejista (82.747 postos formais, +1,1%) quanto pelo subsetor do Comércio Atacadista (5.840 empregos, +0,3%).


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: