Para viver a República

Ou alguns pequenos passos para que entremos numa nova fase de vida política

Por Fernando Dourado Filho, de Estrasburgo (França)

Praça dos Três Poderes, em Brasília

Ainda falta um mês inteiro até que o novo governo tome posse. Assim, além de 1º de janeiro ser uma péssima data, de todo inadequada para garantir a presença de chefes de estado em Brasília, somar-se-á ao período desde que Jair Bolsonaro foi eleito, outro módulo de praticamente 30 dias, todo ele fértil em especulações, ambiguidades, desencontros e futricas. A pergunta é: por que não se estabelecer um período de transição mais curto, que não excedesse duas semanas do fim da eleição? Com essa medida, ganharia o país em tranquilidade e se poupariam os novos mandatários de desgaste. 

Outro reparo que vem bem a propósito é o de se acabar com esses rituais de beija-mão patéticos que caracterizam Brasília. Senão, vejamos. Não há posse de ministro do TCU ou do STF, além das pastas da Esplanada,  a que não acorram virtualmente todos os governadores do país para a prestação de homenagens, além da cota fixa de deputados, senadores e até vereadores. Somem-se ao custo das viagens, os dias não trabalhados no estado de origem e conclui-se que tudo estaria bem resolvido com um mero e-mail de votos de sucesso. No frigir dos ovos, é uma despesa a menos para ratearmos. 

Por fim, fazem muito bem os governadores eleitos que estão abrindo mão dos palácios a que têm direito. Melhor, pois, tomar a inciativa desde já do que ser forçados pelas circunstâncias mais adiante. O lugar de moradia de um governador tem de ser o endereço onde ele residia até então, quando era um cidadão como os demais. Que franqueiem o acesso aos belos imóveis para eventos culturais ou museus. Não se justifica esse fausto de cunho africano em tempos que clamam por mudança, transparência e simplicidade. O mesmo vale para os tais apartamentos funcionais de Brasília para parlamentares. 

Esses são só pequenos passos para que entremos numa nova fase de vida republicana. Mas já fariam alguma diferença. 


Deprecated (16384): Accessing `here` as a property will be removed in 4.0.0. Use request->getAttribute("here") instead. - /home/amanha/www/src/Template/Posts/view.ctp, line: 173 You can disable deprecation warnings by setting `Error.errorLevel` to `E_ALL & ~E_USER_DEPRECATED` in your config/app.php. [CORE/src/Core/functions.php, line 311]/posts/view/6687" data-widget-id="AR_1" data-ob-template="RevistaAmanha">

leia também

Amargo regresso - Constato que penhoramos parte de nossa juventude num cassino onde os dados eram viciados

Ano novo, vida nova? Nem tanto - O cenário econômico brasileiro deve permanecer instável em 2016

Da Política - Jamais ficarei totalmente indiferente ao tema, mas reconheço que ele já não desempenha o papel que teve um dia

Filhos de Altas Patentes - De forma geral, acho a elite brasileira muito mal preparada

Mais do mesmo - Bem menos divertido é regressar e ver que o noticiário mal saiu do lugar

Mercado digere afastamento de Renan Calheiros da presidência do Senado - Expectativa é por novas negociações para que a PEC do teto de gastos seja votada; Carmen Lúcia promete análise rápida

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: