Recursos humanos pedem respostas ágeis para um mundo volátil

Terceiro encontro do LIDERARH 2018 aconteceu em Porto Alegre, na sede do Sicredi. Evento também debateu a neurociência

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Terceiro encontro do LIDERARH 2018 aconteceu em Porto Alegre, no Sicredi. Evento também debateu a neurociência

A primeira instituição cooperativa brasileira segue antenada para permanecer relevante em meio a mudanças digitais e à cultura da agilidade. Esse foi o propósito apresentado pela área de gestão de pessoas do Sicredi. A cooperativa sediou a terceira edição do LIDERARH, uma iniciativa do Instituto AMANHÃ para debater práticas de gestão de recursos humanos. O evento, que foi realizado na terça-feira (27), contou com a presença de companhias como Agibank, Yara, Vibra Agroindustrial, Termolar, Hospital Moinhos de Vento, Grupo SLC, além da participação de Paulo Abreu, diretor-presidente da Unicred e José Claudio Santos, vice-presidente do Badesul. O projeto tem o apoio da IMED e da Localiza – Gestão de Frotas.  

Mais de 100 profissionais e de empresários da Capital e Região Metropolitana acompanharam a apresentação do case de RH apresentado por Débora Andreis (foto), assessora de gestão de pessoas do Sicredi. Com presença nacional, a cooperativa está presente em 22 estados e no Distrito Federal, com 1.611 agências em 1.229 municípios e soma 25,5 mil funcionários. Para atuar em um mundo volátil e complexo, surgiu o planejamento “Work Force”, voltado para a equipe de tecnologia da informação. Com duração semestral, o projeto foca em resultados quinzenais para aumentar a produtividade das equipes. “O projeto que desenvolvemos dentro da área de TI já vem colhendo bons resultados. A ideia é responder às mudanças mais do que seguir o plano. Ter em vista os indivíduos e as suas interações, mais do que os processos e ferramentas”, ressaltou a assessora. “A área de tecnologia é muito estratégica e promove grandes diferenças para o Sicredi”, concluiu ao explicar a escolha pela área. Uma das atividades do plano é o mapeamento de competências necessárias para que a cooperativa permaneça relevante em um futuro digital permeado pela cultura ágil. 

Para Rodrigo Wegener, superintendente de gestão de pessoas do Sicredi, em um contexto implicado pelas novas tecnologias, observa-se relações diferentes de trabalho e a neurociência colabora para entender como melhor aproveitar as potencialidades dos colaboradores e entender as suas expectativas em relação ao trabalho. Na palestra “Neurociência no cotidiano: emoções, estresse e bem-viver”, o professor Carlos Alexandre Netto, Doutor em Neurociência pela London School e ex-reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), abordou os principais assuntos relacionados ao ambiente de trabalho. “Temos impressão de controlar nossa vida, quando, na realidade, quem controla as nossas decisões é o nosso cérebro. E ainda não sabemos direito como isso funciona”, alertou. Identificando os principais mecanismos cerebrais, bem como seus neurotransmissores e hormônios envolvidos, o professor explicou os impactos do estresse, resiliência e neuroplasticidade – a capacidade do sistema nervoso de adaptar-se quando sujeito a novas experiências. Um dos exemplos está justamente na cooperação, o principal pilar do cooperativismo. Quando equipes são motivadas para a colaboração, promove-se a empatia e a partir do aumento da dopamina e serotonina, neurotransmissores relacionados à regulação do humor, que intensificam a confiança. Dessa forma, a produtividade das equipes é multiplicada. 

Ivan Novello, gerente de comunicação e marketing do Sicredi,  enalteceu o projeto. “Somos feitos por pessoas, como diz o nosso estatuto. Por isso é um orgulho receber o LIDERARH”, afirmou. Para Jorge Polydoro, presidente do Grupo AMANHÃ, o Sicredi é um local muito frutífero para a realização do encontro, já que apresenta sinergia com o espírito do cooperativismo. “O LIDERARH é um projeto que surgiu de um anseio das empresas. Se antes o RH era só mais um departamento dentro de uma organização, agora já é visto como parte da gestão estratégica que permeia toda a empresa”, ressaltou o publisher.

Da esquerda para a direita: Jorge Polydoro (presidente do Grupo AMANHÃ); Ivan Novello (gerente de comunicação e marketing do Sicredi); Rodrigo Wegener (superintendente de gestão de pessoas do Sicredi); Carlos Alexandre Netto (palestrante); Fernanda Hack (analista de comunicação institucional do Sicredi), Rodrigo Wegener (superintendente de gestão de pessoas do Sicredi), Débora Andreis (assessora de gestão de pessoas do Sicredi) e Sheyla Bachega (gerente senior de gestão de pessoas do Sicredi); e o público.


Deprecated (16384): Accessing `here` as a property will be removed in 4.0.0. Use request->getAttribute("here") instead. - /home/amanha/www/src/Template/Posts/view.ctp, line: 173 You can disable deprecation warnings by setting `Error.errorLevel` to `E_ALL & ~E_USER_DEPRECATED` in your config/app.php. [CORE/src/Core/functions.php, line 311]/posts/view/6673/recursos-humanos-pedem-respostas-ageis-para-um-mundo-volatil" data-widget-id="AR_1" data-ob-template="RevistaAmanha">

leia também

Não há segredo nas Melhores Empresas para Trabalhar – SC - Blumenau receberá próximo evento de AMANHÃ e GPTW em agosto

A consagração de quem valoriza - Evento premiou as 40 Melhores Empresas para Trabalhar no RS

A hora e a vez dos colaboradores - Pesquisa de AMANHÃ e GPTW em SC recebe inscrições até 5 de setembro

A Rede quer avançar no Sul - Credenciadora do Itaú ambiciona crescer na região

A tecnologia como mola propulsora da economia gaúcha - Executivos do Tecon Rio Grande, da 4all e do Sicredi acreditam que a TI cumprirá papel estratégico para o Estado

ADVB-PR elege Maroan Tohmé Personalidade de Vendas 2018 - Tatiana Reichmann, da Ademilar, é a Empresária do Ano

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: