Setor de serviços teve queda de 0,3% em setembro

Os transportes caíram 1,3%, informa IBGE

Por Agência Brasil

redacao@amanha.com.br

Setor de serviços teve queda de 0,3% em setembro. Os transportes caíram 1,3%, informa IBGE

O setor de serviços teve uma variação negativa de 0,3% em setembro na comparação com agosto, divulgou nesta quarta-feira (14) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados fazem parte da Pesquisa Mensal dos Serviços e mostram crescimento de 0,5% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Em 12 meses, o volume de serviços acumulou uma queda de 0,3%. Já quando são considerados apenas os meses desde janeiro de 2018, a queda é de 0,4%.

Três das cinco atividades pesquisadas no setor de serviços tiveram queda em setembro. Os transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio caíram 1,3% e os serviços profissionais, administrativos e complementares, 1,4%. A atividade outros serviços teve queda de 3,2%. A retração foi segurada pelos serviços de informação e comunicação, que subiram 0,4%, e pelos serviços prestados às famílias, que tiveram alta de 1,4%. Entre esses cinco grupos de atividades, apenas os serviços de transporte, serviços auxiliares aos transportes e correio acumulam alta nos últimos 12 meses, com um crescimento de 2,6% no volume de serviços. 


leia também

Atividade industrial chega a 69% da capacidade em agosto - A recuperação segue em marcha lenta, nota CNI

Brasil deve ter neste ano safra 29,2% maior do que em 2016 - As três principais lavouras de grãos deverão ter crescimento

Brasil registra deflação de 0,09% em agosto - Passagens aéreas ajudam a puxar queda do IPCA no mês

Comércio tende a mergulhar mais profundamente em 2016 - O segmento de bens e serviços terá dois anos de resultados negativos

Conab estima queda de 5,4% na safra de grãos - Produção brasileira deve chegar a 196,5 milhões de toneladas

Conab estima recorde da safra de grãos - A previsão é impulsionada pela soja e pelo milho

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: