Vendas em dezembro serão decisivas para a Hering

Companhia de SC aposta no marketing para melhorar resultado anual

Da Redação*

redacao@amanha.com.br

Vendas em dezembro serão decisivas para a Hering

Apesar de ter atingido um montante de vendas positivo no terceiro trimestre, representando uma alta de 3,8% em comparação com o mesmo período no ano passado, a Cia Hering aposta todas suas fichas no fim de ano para melhorar seus resultados. A empresa apresentou os resultados do trimestre aos investidores na manhã desta quinta-feira (1º). Até setembro, a empresa registrou receita líquida de pouco mais de R$ 1 bilhão, valor 1,7% inferior em relação ao ano passado. Além disso, o desempenho de vendas das lojas franqueadas e multimarcas também diminuiu 1,8% e 5%, respectivamente.

Ainda que o lucro líquido do terceiro trimestre deste ano tenha registrado uma variação de 1% quando comparado com o terceiro trimestre do ano passado, o valor entre janeiro e setembro de 2018 foi 19% inferior em relação ao mesmo intervalo de tempo em 2017. Para apertar os cintos, a Hering fez cortes em seu quadro de funcionários e desativou duas unidades fabris no terceiro trimestre. A empresa atribui o fraco desempenho do ano especialmente à greve dos caminhoneiros, que afetou os resultados do semestre anterior. O presidente da companhia, Fábio Hering, enfatizou que as vendas que serão efetuadas em dezembro serão decisivas para a melhoria dos resultados do ano como um todo. “No quatro trimestre, temos um esforço de marketing maior com a decisão de concentrar investimentos na área”, afirmou.

Outra cartada da Hering para espantar os maus resultados é a implementação de mudanças nas lojas próprias e franqueadas, implicando na melhoria dos espaços. A ideia é reformar todas as unidades até fevereiro do ano que vem. Ao mesmo tempo, a empresa inaugurou uma loja-conceito em São Paulo (SP), com formas de venda interativas, que serão aplicadas em toda a rede a partir de 2019.

*Com reportagem de Italo Bertão Filho.



comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: