Grupo Higi Serv: satisfação em servir

Conglomerado ocupa 15% do mercado de serviços no Paraná

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Frota da Higi Serv, um dos cases do livro Paraná – Grandes Marcas

O case a seguir faz parte do livro “Paraná – Grandes Marcas”, publicado pelo Instituto AMANHÃ.


A chegada das multinacionais americanas a partir dos anos 1950, com novos conceitos de gestão e conduta internas, influenciou as empresas e indústrias brasileiras a focar suas atividades finais. Para facilitar esse processo, as companhias começaram a terceirizar setores internos que, apesar de importantes, eram apêndices na sua engrenagem. Há mais de 40 anos no mercado, a Higi Serv vem preenchendo essa lacuna e se consolidou como um dos maiores prestadores de serviços do país.

Ligada ao segmento da segurança privada, a empresa inicial do grupo, fundada em 1977 pelo professor Almyr Aires de Arruda, em Curitiba, começou com apenas sete funcionários. O advento da Lei 7.102, que restringia as empresas de segurança de exercerem outras atividades, fez com que a companhia promovesse um redirecionamento administrativo para ampliar sua gama de serviços.

Nesse momento, ganha importância o papel assumido pelo filho do professor Almyr, Adonai Aires de Arruda, atual presidente da holding Higi Serv. Trabalhando até então no setor veterinário – que também é sua formação –, Adonai e a esposa, Ione, juntaram-se à empresa. Foi quando começou a existir a atual Higi Serv, focada nos serviços terceirizados em geral.

A diversificação do segmento de serviços e a expansão das rede hoteleira, bancária, aérea, industrial, hospitalar e de shopping centers trouxeram novas frentes de trabalho para a empresa, que deu origem a outras duas: Higi Serv Cargo, focada em serviços auxiliares do transporte aéreo, e Higi Serv Serviços, para atender às funções ligadas à Lei 6.019 – que discorria sobre o trabalho temporário e sofreu alterações na reforma trabalhista de 2017.

Logo em seguida, em 1991, a Higi Serv deixou a área de segurança privada, focando apenas a prestação de serviços. Os anos 1990 foram frutíferos para a holding que, em 1997, entrou no segmento de turismo – controlando desde 2002 a Serra Verde Express. Na mesma época, também surgiu a BWT Operadora de Turismo para oferecer roteiros turísticos a partir da linha ferroviária. Hoje, conta com escritórios em Curitiba, Joinville, Manaus e Vitória e uma filial em Orlando, com foco, também, no mercado de pesca esportiva. Através da Transnico International e da JBC Agencies, possui escritórios de representação em Bruxelas e Amsterdam. Esses investimentos consolidaram a estrutura da empresa, que hoje emprega quase 6 mil funcionários e, além de sua matriz no Paraná, mantém atividades em estados como Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Com bases nas cidades de Cascavel, Dois Vizinhos, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá e Ponta Grossa, o Grupo Higi Serv ocupa uma fatia de mais de 15% do mercado paranaense de serviços. Além disso, a holding figura entre as 500 Maiores Empresas do Sul, conforme levantamento realizado pela Revista AMANHÃ.

Múltiplos negócios
Sendo um dos 15 maiores empregadores do Paraná, o grupo tem mais de 5 mil funcionários, empenhados em realizar um serviço de qualidade tanto para a Higi Serv quanto para a empresa em que estão mobilizados. Para que se mantenha sempre a mesma qualidade e a uniformidade nos serviços prestados, a empresa pratica um monitoramento full time das ações de seus empregados.

No objetivo de atender com excelência a amplos segmentos, a holding conta hoje com oito empresas de variadas atuações. Com foco em terceirização de serviços de limpeza, a Higi Serv Limpeza e Conservação atua nas áreas industriais, comerciais e de limpeza predial, com garçons, copeiras, recepcionistas, porteiros e telefonistas e todas as atividades terceirizáveis com preponderância de mão de obra. Outra empresa, a Higi Serv Serviços, faz locação de mão de obra transitória para qualquer atividade.

Braço do grupo que auxilia o transporte aéreo, a Higi Serv Cargo realiza serviços auxiliares, proteção aeroportuária – no check-in e check-out e na segurança aérea em geral – e operação aeroportuária, abrangendo carga, descarga e limpeza de aeronaves.

Por três anos consecutivos, o Aeroporto Internacional Afonso Pena, em Curitiba, liderou o ranking dos aeroportos brasileiros avaliados pelo Relatório de Desempenho Operacional, realizado pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. A Higi Serv é responsável pelos serviços de limpeza e conservação, movimentação de carrinhos de bagagem, copa, desinfecção, descupinização, desratização e desinsetização do local.

Desenvolvendo ações de reciclagem de resíduos sólidos da construção civil, a Usipar, com sede em Almirante Tamandaré, trabalha com caliças de obras de construção: como restos de cerâmica, concreto e argamassas. Os materiais são separados, triturados e transformados em areia, brita, pedrisco e rachão, comercializados para nova utilização em construções – o que barateia o preço em 25%. Dessa forma, a empresa reduz a extração nos areais e pedreiras, incentivando a preservação de áreas e a destinação e reutilização dos resíduos.

Criada no fim dos anos 1990, as empresas do segmento de turismo da holding se expandiram rapidamente. Mas foi em 2017 que a empresa criou um setor de turismo para reunir as atividades da holding nessa área, composta pela Serra Verde Express e pela BWT Operadora de Turismo.

Operando a concessão da ferrovia Paranaguá-Curitiba, desde 1997, a Serra Verde Express rapidamente se tornou a maior operadora de trens turísticos do Brasil, transportando cerca de 200 mil pessoas anualmente. Além do turismo ferroviário, a empresa oferece city tour, pacotes turísticos, serviços de transfer e receptivo.

Na mesma época em que a Serra Verde Express foi criada, também surgia a BWT Operadora de Turismo, para oferecer roteiros turísticos a partir da linha ferroviária. Hoje com escritórios em Curitiba, Joinville, Manaus e Vitória, a empresa oferece pacotes de viagem para cidades do Brasil e do exterior, cumprindo o slogan “A BWT tem!”.

Novos desafios
As mudanças climáticas trouxeram uma nova postura corporativa das empresas e indústrias de todo o mundo. Além de operarem seguindo rigidamente as normas ambientais de cada país, as companhias são mobilizadas a jogar junto pela causa verde.

Atenta a esse novo conceito, a Higi Serv afiliou-se à Carta da Terra, declaração de princípios cuja missão é promover a transição das práticas e condutas de trabalho e vivência para formas sustentáveis, formando uma sociedade global fundamentada em respeito, integridade ecológica, democracia e cultura de paz. Além da carta, a holding busca incentivar seus funcionários a praticarem ações sustentáveis em seu cotidiano, dentro e fora das empresas.

Na trajetória das companhias, é comum que existam períodos de prosperidade seguidos de períodos de crise. Isso não acontece com a Higi Serv: além de ter faturado mais de R$ 140 milhões em 2017, a empresa projeta um crescimento de 5% para os próximos anos.

Apesar da contínua expansão de seus negócios, a holding Higi Serv segue com o mesmo princípio de quando foi fundada: levar um serviço de qualidade aos seus clientes. Hoje, a meta vai além: a empresa quer oferecer um serviço de excelência. É assim que a Higi Serv se torna, a cada dia, uma das maiores prestadoras de serviços do Paraná e do Brasil.


leia também

25 anos: do tubo de alumínio aos componentes - O aumento do portfólio da Arotubi ocorreu naturalmente

Alcast: um grupo, duas grandes marcas - A produção da Panelux ganhou forma no ano 2000

BBM Logística: na estrada do futuro - Empresa tem 4 mil veículos em operação em todo o país

Bematech: à frente de seu tempo - Empresa impulsiona a transformação digital corporativa

C.Vale: apoio para quem produz no campo - Marca é uma das maiores cooperativas singulares do Brasil

Cargolift: entrega, dedicação e inovação - A empresa possui filiais entre Pernambuco e Rio Grande do Sul

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: