Alright Brewing quer elevar o drinkability curitibano

Cervejaria artesanal procura educar o paladar dos consumidores

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Frederico Luz, um dos sócios-proprietários da Alright, juntamente com Igor Martins

Uma experiência imersiva para toda a família. Um bar de cerveja artesanal para quem já entende do assunto ou quer entender. Um beer garden a dois minutos do Parque Barigui e poucos metros do bairro Ecoville. Defina como preferir a Alright Brewing Co., que desembarcou na capital paranaense em setembro e desde já é o maior bar da fábrica do Paraná. Com um investimento de R$ 2 milhões, em menos de dois meses já teve lotações máximas consecutivas aos finais de semana. O empreendimento projeta e projeta faturar algo como R$ 3,8 milhões no ano que vem.

A iniciativa dos sócios Frederico Luz e Igor Martins não ocorreu da noite para o dia: foram dois anos de planejamento para entrar em um mercado que já encontra barreiras de entrada devido à saturação de players. Ainda neste ano, a Alright deve receber novos investimentos de R$ 350 mil, com a finalidade de aumentar a capacidade de sua adega para 60 mil litros. A iniciativa tem motivo: além da distribuição interna, a marca teve um volume acima do esperado de parcerias fechadas com bares na capital. A distribuição, a princípio, segue sendo feita em barris, porém no ano que vem os rótulos serão comercializados em latas.

O serviço é o diferencial da Alright: um total de 1.500 metros quadrados de beer garden foi idealizado para toda a família. “Quando me tornei pai, senti muito a falta de um lugar que pudesse proporcionar entretenimento para mim e minha família sem cair no óbvio, então vi oportunidade nesse gap de mercado”, detalha Frederico Luz (na foto, à esquerda), um dos sócios-proprietários da Alright, juntamente com Igor Martins (na foto, à direita). “Escolhemos essa localização, acima de tudo, por dois motivos: proporcionar uma oportunidade de bom serviço próximo ao Parque Barigui e ao bairro do Ecoville. Hoje, um cliente que busca uma cerveja artesanal leva, em média, 45 minutos para ir a uma cervejaria a partir daqui. Queremos mudar isso, não só fidelizando quem quer retirar um growler para um churrasco com amigos, mas também quem busca estar imerso no ambiente cervejeiro, uma vez que temos nossa própria fábrica funcionando”, defende Luz. 

Além do grande beer garden, a estrutura da Alright traz também um generoso bar da fábrica – o maior do Paraná – e uma fábrica de cerveja a pleno vapor, liderada pelo mestre cervejeiro Marcos Marcelino, com seis anos de formação profissional na bagagem. “O nosso grande enfoque aqui, ao criar nossa carta de cervejas, foi o drinkability, ou seja, um produto de excelente qualidade e sabor, mas que seja fácil para o paladar”, destaca Marcelino. “Essa foi uma preocupação nossa: ter uma vasta opção de cervejas que tenha um atrativo que estimule a degustação de todas. Por isso, nossos quatro rótulos iniciais são leves, como nosso carro-chefe, a Mild Ale. É uma cerveja que, apesar de escura, é mais leve que uma Pilsen, e tem apenas 3,3% de teor alcoólico e traz um leve gosto de avelã”, enumera Marcelino. 

Não relegar o cliente conhecedor ao descaso, muito menos afastar o leigo. Esse é outro mandamento da Alright. “Nossa ideia é ser o meio termo entre a cerveja simples, aquela que todo brasileiro se acostumou a tomar, e a artesanal, aquela que a cada dia possui novos sabores a serem descobertos e, claro, sensações a serem transmitidas ao nosso público”, define Frederico Luz. “A cerveja artesanal ganha relevância quando você compreende o que há na essência do produto. Entender os diversos tipos de malte, lúpulo e um preparo diferenciado é um pacote de informação que traz consigo uma reflexão sobre a forma que o cliente pode consumir cerveja”, explica Igor Martins, também sócio-proprietário da Alright.  O lado gastronômico é o toque final: a Alright estabeleceu uma parceria com o Gas American Food, restaurante especializado em churrasco do estilo texano. Com um cardápio variado, duas paixões brasileiras são unidas, tudo sob a curadoria de Marcelino, que fica à disposição dos clientes para oferecer as melhores harmonizações.


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: