Receita da Weg cresce impulsionada pelo câmbio

Faturamento soma R$ 8,8 bi, valor 29% maior do que igual período de 2017

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Até setembro, faturamento da Weg já atinge R$ 8,8 bilhões, valor 29,1% maior do que o mesmo período do ano passado

A Weg (foto) anunciou nesta quarta-feira (24) que atingiu uma receita líquida de R$ 3,2 bilhões no terceiro trimestre, um avanço de 32,9% sobre igual período de 2017. Entre julho e setembro, a receita foi positivamente impactada pela variação do dólar médio que passou de R$ 3,16 no terceiro trimestre de 2017 para R$ 3,96 no terceiro trimestre deste ano, com valorização de 25,2% sobre a moeda brasileira. No acumulado do ano, o faturamento da Weg já atinge R$ 8,8 bilhões, valor 29,1% maior do que o mesmo período do ano passado. Já o lucro líquido entre julho e setembro foi de R$ 381,4 milhões, 22,2% maior do que igual período de 2017. No acumulado anual, o lucro já alcança R$ 841,8 milhões, soma 19,1% maior do que a soma entre janeiro e setembro de 2017.

De acordo com a companhia catarinense, a exemplo do que vem ocorrendo há alguns trimestres, o crescimento em Geração, Transmissão e Distribuição de Energia (GTD) liderou o crescimento consolidado. No Brasil, a expansão nessa área é explicada, sobretudo, por projetos de geração solar mais significativos, pela aquisição da TGM (empresa de turbinas a vapor) e pela melhora gradual da receita da Weg Transformadores.

“Em equipamentos eletroeletrônicos industriais, o crescimento dos investimentos industriais globais em conjunto com a recuperação dos preços de algumas commodities (petróleo e metais) tem contribuído de forma positiva para o crescimento da receita, principalmente no mercado externo. Já em motores para uso doméstico houve pequeno crescimento da receita no Brasil, reflexo da dinâmica de consumo, e continuidade da queda da receita no exterior, explicada principalmente por situações específicas na China e na Argentina. O negócio de tintas e vernizes continuou se beneficiando da gradual recuperação da indústria local, seu principal mercado consumidor”, explica a companhia em suas demonstrações financeiras. 


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: