Analista sugere ações que estão muito baratas na bolsa

Na opinião de Pedro Galdi, Gerdau é um desses papéis

Por Infomoney

Analista sugere ações que estão muito baratas na bolsa

Analisar os múltiplos das ações pode ser um bom caminho na hora de escolher os melhores investimentos na bolsa. Dentro do universo de indicadores, um dos mais utilizados pelos investidores atualmente é o EV/EBITDA (valor da empresa sobre lucro antes de juros, impostos, amortizações e depreciações, na sigla em inglês). O InfoMoney conversou com Pedro Galdi, analista do blog WhatsCall, que listou três papéis descontados na bolsa que podem ser uma opção interessante para o investidor. Entre eles, está o da Gerdau (foto), a maior empresa do sul segundo o ranking 500 MAIORES DO SUL – GRANDES & LÍDERES publicado por AMANHÃ em parceria com a consultoria PwC.

1 – Gerdau (GGBR4)
A empresa é líder no segmento de aços longos nas Américas e também uma das maiores fornecedoras de aços longos especiais do mundo. Além disso, atua também na produção própria de aços planos e em atividades relacionadas ao minério de ferro. A Gerdau tem 45 mil funcionários e operações industriais em 14 países. Galdi destaca que a empresa passa nesse momento por um cenário ruim, uma vez que a indústria automobilística doméstica está em um momento difícil e as incorporadoras também. O que pode ajudar a companhia a ter um desempenho melhor são suas operações nos Estados – país que vem apresentando um bom desempenho. O EV/EBITDA do papel está em 5,4 vezes.

2 – Ecorodovias (ECOR3)
A companhia, fundada em 1997, atua em três principais áreas: concessões rodoviárias, portos e logística. Entre as concessões sob controle da empresa, está o sistema Anchieta-Imigrantes, que liga a cidade de São Paulo à Baixada Santista, a ponte Rio-Niterói e o corretor Ayrton Senna/Carvalho Pinto, que liga a capital paulista ao Vale do Paraíba, litoral norte do estado de São Paulo e região serrana de Campos do Jordão. O EV/EBITDA da ação está em 5,4 vezes, patamar descontado frente a outras companhias do setor. “O governo provavelmente ainda fará mais concessões em portos, ferrovias e rodovias, o que abre o leque para que a empresa amplie sua carteira de negócios”, antevê Galdi.

3 – Eztec (EZTC3)
Por fim, a última recomendação com EV/EBITDA descontado do analista é a Eztec. A construtora tem como foco principal empreendimentos na Grande São Paulo, além de empreendimentos em outras cidades da região, como Osasco e Guarulhos. Em relação à empresa, que tem seu EV/EBITDA em 5,5 vezes, Pedro Galdi destaca que seu diferencial em relação aos concorrentes é sua ótima estrutura de capital, sem endividamento. "O cenário está ruim para o mercado imobiliário, mas a Eztec segue sendo o destaque do setor na bolsa”, relata Galdi.



leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: