Acordo entre Eletrosul e chinesas gerará 10 mil empregos no Sul

As obras devem se prolongar até 2022, com um investimento de quase R$ 4 bilhões

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Acordo entre Eletrosul e chinesas gerará 10 mil empregos no Sul

A Eletrosul, Shangai Eletric e a Zhejiang Energy assinarão nesta segunda-feira (27) um contrato que vai destravar projetos de linhas de transmissão e subestações de energia no Rio Grande do Sul. A Zhejiang é uma empresa de geração e transmissão de energia de Hangzhou. As obras, que devem ser finalizadas até 2022, devem gerar 10 mil empregos no estado. O investimento total será de R$ 3,9 bilhões. Segundo o planejamento, serão 1,9 mil quilômetros de linhas de transmissão que compõem o Lote A, distribuídos entre as regiões sul, metropolitanas e fronteira oeste. O empreendimento também contempla oito novas subestações e a ampliação de 14 já existentes.

A Eletrosul havia vencido um leilão para ser a principal responsável pelo projeto, mas não teve como avançar com o projeto, tendo em vista a crise pela qual passou. O acordo anunciado em outubro de 2017 transferiu para a Shanghai Eletric a responsabilidade da execução. A participação da Eletrosul na Sociedade de Propósito Específico (SPE) está limitada à proporção do aporte de recursos já feito pela companhia. A participação da estatal foi uma condição dos chineses, devido ao conhecimento desenvolvido pela empresa ao longo dos anos.


leia também

Aneel autoriza reajuste de tarifas de energia da região Sul - Três das cinco cooperativas terão valores reduzidos

Aneel dá prazo para Eletrosul e Shangai fecharem contrato - O negócio gira em torno de R$ 4,1 bilhões, em valores atualizados

Aneel recomenda fim do contrato de concessão da Eletrosul no RS - Os ativos serão incluídos no próximo leilão que licitará 7 mil quilômetros de linhas e investimentos de R$ 14 bilhões

Até 2024, 1 mi de brasileiros devem gerar energia própria - Uma residência pode obter o retorno do investimento a partir de 4 anos

Célula solar mais eficiente do país é desenvolvida no Sul - Eletrosul e PUCRS são parceiras no projeto

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: