Dólar fecha o dia com alta de 1,6%, cotado a R$ 4,12

Banco Central segue sem realizar swaps cambiais

Por Agência Brasil

redacao@amanha.com.br

Dólar fecha o dia com alta de 1,6%, cotado a R$ 4,12

O dólar ultrapassou a barreira dos R$ 4,10, encerrando o pregão desta quinta-feira (23) com alta de 1,6%, cotado a R$ 4,1230 na venda. A cotação da moeda norte-americana atingiu o maior patamar desde 21 de janeiro de 2016, quando bateu R$ 4,1655. O aumento desta quinta representa o sétimo pregão consecutivo de valorização da moeda, que no período acumulou uma alta de 6,4%. O Banco Central segue sem leilões extraordinários de venda futura do dólar, os chamados swaps cambiais, serve para aumentar a liquidez da moeda e diminuir sua valorização.

O índice B3, da bolsa de valores de São Paulo, o Ibovespa, terminou o dia em baixa de 1,6%, com 75.633 pontos. O resultado negativo inverteu a tendência no fechamento de quarta-feira (22), quando o Ibovespa fechou em alta de 2,3%. O pregão encerrou com os papéis de grandes empresas, as chamadas ações blue chips, em queda, como Petrobras caindo 2,1% e Itau, 3,8%.


leia também

Banco Central atua e dólar fecha o dia cotado a R$ 4,14 - Ação conteve a disparada da moeda que superou R$ 4,20

Dólar abre a semana em queda, cotado a R$ 4,08 - O índice reverte tendência de valorização da moeda norte-americana

Dólar abre semana com valorização de 1,4% - Moeda fechou agosto com alta acumulada de 8,4%

Dólar começa setembro em alta, cotado a R$ 4,15 - Banco Central seguiu sem realizar nenhum leilão extraordinário

Dólar é cotado acima de R$ 4 pelo sexto pregão seguido - Analistas não descartam que moeda alcance R$ 5 com eleições

Dólar encerra a quinta-feira cotado a R$ 4,19 - Moeda atinge maior valor desde o Plano Real

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: