Dólar atinge maior valor em dois anos e meio: R$ 3,957

Eleições e disputa comercial entre China e EUA seguem no radar

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Dólar sobe e volta a bater R$ 3,95. Eleições e disputa comercial entre China e EUA seguem no radar

A moeda norte-americana atingiu nesta segunda-feira (20) seu maior valor nos últimos dois anos e meio, com alta de 1,1% chegando a R$ 3,9577 para venda. Em 29 de fevereiro de 2016, a cotação do dólar chegou ao patamar de R$ 4. Mesmo com a forte alta, o Banco Central não efetuou nenhum leilão extraordinário de swaps cambial (venda futura da moeda norte-americana). O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), começou a semana em alta, encerrando o pregão de hoje com valorização de 0,4% com 76.327 pontos.

Os agentes financeiros avaliam mais uma rodada de pesquisas de intenção de votos à Presidência da República. Eles temem que um candidato considerado menos comprometido com as reformas fiscais desponte nas sondagens.  O instituto CNT/MDA revela que Lula lidera com 37,3% das intenções de voto. O segundo colocado é Jair Bolsonaro (PSL), com 18,3%. Na sequência, estão Marina Silva (Rede) com 5,6%, Geraldo Alckmin (PSDB), com 4,9%, Ciro Gomes (PDT), com 4,1% e Alvaro Dias (Podemos), com 2,7%. A pesquisa não apresentou cenário sem o ex-presidente Lula, mas avaliou quem eventualmente receberia os votos destinados a Lula caso ele não dispute o pleito. Nesse caso, Fernando Haddad ficou em primeiro lugar, com 17,3% das intenções de voto, seguido por Marina Silva (11,9%) e Ciro Gomes (9,6%).

Os investidores também estão na expectativa das conversas entre representantes da China e dos Estados Unidos na nesta semana, de modo que possa gerar avanços na disputa comercial entre os dois países.


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: