Weber Haus se rende ao Pink

Destilaria constatou que a cor rosa era tendência na Europa e utilizou o hibisco para conseguir a tonalidade do Gin

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

 Weber Haus lança Dry Gin Pink

A nova sensação da Weber Haus é o Dry Gin Pink (foto). É a primeira bebida do gênero lançado no Brasil. Há pouco mais de dois meses no mercado, a destilaria H. Weber está surpresa com a grande receptividade do produto. A companhia tem uma estimativa de vendas de 5 mil garrafas por mês, mas não revela detalhes de quantas unidades foram comercializadas até agora.  Porém, a companhia dá algumas pistas. A nova versão, por exemplo, vendeu o dobro do gim tradicional branco no mesmo período. Nesse primeiro momento, São Paulo Rio Grande do Sul são os estados em que a novidade tem maior aderência. "Sabíamos que ia fazer sucesso, mas não imaginávamos que seria tanto", comemora o diretor Evandro Weber. 

O novo produto é uma versão da linha de gins WH 48, receita genuinamente brasileira e com infusão única no mundo. Um trabalho de dois anos resultou em uma requintada mistura de botânicos, guardada em uma garrafa design elaborada artesanalmente pela destilaria de Ivoti (RS), que elabora uma das linhas de cachaças mais conceituadas do país. Em viagens para a Europa, onde a Weber participou de diversas feiras, Evandro Weber constatou que a cor pink era a tendência de inverno e para isso se utilizou do hibisco para conseguir a coloração. “O Dry Gin Pink traz notas de hibisco em uma exclusiva receita. Destilada em alambique de cobre artesanal, a bebida traz ainda uma infusão da tradicional erva-mate gaúcha da espécie ilex paraguariensis, gengibre nativo do Lote 48 (onde se estabeleceu a Família Weber), além de folhas de cana-de-açúcar frescas”, promete a ficha técnica do produto. 

A nova versão se une aos outros da linha, lançada no final do ano passado e que pode ser encontrada em duas versões:  London Dry Gin WH 48 (Lote Especial Amburana) e Dry Gin WH 48 Orgânico. O London Dry Gin WH 48 Orgânico (40% de álcool), destilado de zimbro, se diferencia pelo toque da Amburana e especiarias que remetem à madeira. A árvore brasileira oferece aroma e sabor sutilmente adocicado e frutado, além de ser responsável pelo tom dourado do gim, formando uma bebida aromática única. Já o Dry Gin WH 48 Orgânico (44% de álcool), destilado em alambique de cobre artesanal handmade, tem o aroma fresco proporcionado pelas folhas da cana e sabor levemente amargo causado pela erva-mate gaúcha e com toque picante do gengibre. A linha de gins é vendida ao consumidor final ao preço médio de R$ 135 a R$ 180.  


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: