“Compliance é vital para continuarmos exportando”

Francisco Turra, presidente da ABPA, salientou no Fórum Sul for Export que integridade é uma exigência para as empresas

Da Redação*

redacao@amanha.com.br

Francisco Turra, presidente da ABPA, salientou no Fórum Sul for Export que integridade é uma exigência gerencial para as empresas

Florianópolis foi o palco do reconhecimento das maiores exportadoras do Sul do país. A quarta edição do fórum Sul for Export aconteceu na Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), na tarde desta terça-feira (7). Ao recepcionar os presentes, Glauco José Côrte, Presidente da Fiesc, revelou que uma pesquisa recente da entidade mostrou que 70% das empresas exportadoras catarinenses mantiveram regularidade na exportação nos últimos cinco anos e projetam ampliação para o próximo ano. “Ainda assim temos uma agenda de internacionalização com muitos desafios e barreiras, em especial para infraestrutura e logística. Nosso custo de logística é maior que a média brasileira: a cada R$ 100, R$ 14 são destinados para logística”, informou. 

O primeiro painel contou com a participação de Francisco Turra (foto), presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e ex-ministro da Agricultura. Turra evidenciou a relevância do evento e o protagonismo das empresas brasileiras. “É o momento de homenagear quem gera riqueza, empregos, nesses tempos tão difíceis que vivemos. Nós temos um agronegócio muito pujante e já estimamos a receita da próxima safra em US$ 600 bilhões”, celebrou. “Temos uma proteína animal que tem fundamento na inovação e agregação de valor. Exportamos 7% de alimentos do mundo e temos a maior receita líquida comercial do mundo com exportações. Temos 160 mercados abertos para exportação de proteína animal e muito espaço para ganhar novos mercados”, emendou. 

Turra afirmou ainda que há espaço para ampliar as vendas no mundo. Ele informou que o consumo brasileiro por habitante por ano de carne de ave é de 42 quilos, 30 quilos de carne bovina e 14 de carne suína. “Na Índia são 4 quilos de proteína animal por ano e já está com sinais para abrir seu mercado para produtos brasileiros. Há 400 milhões de habitantes começando a consumir”, disse, salientando que o Brasil pode ampliar as vendas para países como China, Indonésia e México. 

O Brasil é líder mundial nas exportações de carne de frango e quarto maior exportador de carne suína, sendo reconhecido pela denominação de origem de qualidade de suas carnes. Entretanto, a imagem do país foi bastante afetada após a Operação Carne Fraca, executada pela Polícia Federal (PF) em 2017. Turra defendeu a importância dos programas de compliance como o Programa Agro Mais Integridade, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e salientou que a transparência e integridade são, mais do que nunca, uma exigência gerencial para as empresas. “Nunca, nenhum país para onde exportamos voltou reclamando da qualidade da proteína animal que entregamos. Mas precisamos fazer o compliance, ter mais transparência para poder dizer ‘estamos livre disso’. Compliance é vital para que o nosso setor continue exportando”, destacou o presidente da ABPA.

Entre as maiores exportadoras de carne, estão as catarinenses BRF e Aurora. Juntas, empregam diretamente mais de 120 mil pessoas, sendo responsáveis por 7,8 milhões de aves e cerca de 55 mil porcos abatidos por dia. Em 2016, o Brasil exportou 60 milhões de toneladas de carne de frango e 9,3 milhões de toneladas de carne suína, o que representa U$ 113,3 bilhões anuais. Turra também frisou a importância do trabalho da Embrapa para a melhoria genética dos animais. “Em 1930, o frango precisava de 105 dias para chegar à mesa do consumidor e em 1960, de 56 dias. Agora, são 42 dias. A genética é o milagre que a gente não vê". 

*Com reportagem de Karine Menoncin.

leia também

AMANHÃ realiza Fórum Sul for Export em Florianópolis - Evento discutirá Compliance no comércio exterior

Federações do Sul apontam desafios e oportunidades para o comércio exterior - Painel do Sul for Export discutiu papel do governo e cenários da indústria no primeiro semestre

Fórum Sul for Export terá transmissão ao vivo - Evento discutirá Compliance no comércio exterior

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: