Arlanxeo anuncia investimento milionário no Sul

Empresa não revela o valor da modernização da planta de Triunfo

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Arlanxeo anuncia investimento milionário no Sul. Empresa não revela o valor da modernização da planta de Triunfo

A Arlanxeo, joint venture entre a alemã Lanxess e a saudita Saudi Aramco, anunciou nesta quarta-feira (4) que investirá várias dezenas de milhões de euros nos próximos três anos para modernizar as unidades de produção em Triunfo (RS) e em La Wantzenau, na França. O programa será financiado pela geração de caixa da própria companhia. Um dos objetivos é tornar a produção mais flexível na planta gaúcha (foto). Atualmente, apenas borracha de butadieno-estireno em emulsão (E-SBR), que é utilizada principalmente em pneus de automóveis e caminhões, é feita na unidade. Como resultado da modernização, a empresa também será capaz de produzir, em Triunfo, os mais avançados tipos de borracha de polibutadieno em solução (PBR), entre elas a de lítio (Li-BR).

Ao mesmo tempo, a Arlanxeo está transferindo parte da produção existente de E-SBR de Triunfo para a unidade em Duque de Caxias (RJ), onde o produto já é produzido em larga escala. As obras levarão cerca de dois anos para serem concluídas e criarão aproximadamente 500 empregos durante a construção. A demanda no Brasil por borrachas de alto desempenho para pneus continua crescendo, suportada pela regulamentação de rotulagem de pneus, semelhante às leis que já estão implantadas na União Europeia, por exemplo. Todos os pneus produzidos no Brasil agora devem ser classificados com relação à resistência ao rolamento, aderência em pistas molhadas e ruídos externos. 

“Com este programa de investimentos, estamos criando as bases para um crescimento mais rentável da empresa”, afirma Jorge Nogueira, CEO global da Arlanxeo, que não dá detalhes do valor exato do investimento no Brasil e no exterior. “Estamos implementando sistematicamente tecnologias avançadas para o crescimento de tipos de borracha de alto desempenho, a fim de dar suporte ao desenvolvimento de nossos clientes em regiões importantes no longo prazo”, explica. 


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: