Importações fazem superávit cair 17% no primeiro semestre

Alta nas importações é explicada pela recuperação econômica

Por Agência Brasil

redacao@amanha.com.br

Importações fazem superávit cair 17% no primeiro semestre, revela MDIC

O crescimento das importações em ritmo maior que o das exportações fez o saldo da balança comercial cair no primeiro semestre. Segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), o país exportou US$ 30,055 bilhões a mais do que importou nos seis primeiros meses do ano. O superávit é 17% inferior ao mesmo período do ano passado (US$ 36,210 bilhões). Apesar do recuo, o superávit foi o segundo melhor da história para o primeiro semestre. Em junho, o Brasil exportou US$ 5,882 bilhões a mais do que comprou do exterior. Apesar da queda de 18,1% em relação ao superávit de US$ 7,184 bilhões registrado em junho do ano passado, o valor é o segundo melhor para o mês.

Depois de fechar 2017 com superávit recorde de US$ 67 bilhões, a balança comercial registrou recuo no primeiro semestre provocado, principalmente pelo desempenho das importações, que cresceram 17,2% pela média diária, somando US$ 83,779 bilhões nos seis primeiros meses do ano. A alta, de acordo com o MDIC, decorre da recuperação da economia, que impulsionou as compras externas, principalmente de bens de capital (máquinas e equipamentos usados para a produção).

As exportações também aumentaram, mas em ritmo menor. No primeiro semestre, o país vendeu ao exterior US$ 113,834 bilhões, valor 5,7% superior ao registrado no mesmo período do ano passado. Segundo o MDIC, houve recorde de embarques de minério de ferro, de soja em grão, farelo de soja e de celulose.


leia também

Alta das importações volta a reduzir saldo da balança comercial - Compras de bens de capital no exterior aumentaram 36,2% em abril, de acordo com o MDIC

Crescimento das importações diminui saldo da balança comercial em março - Apesar da retração, o indicador acumula o segundo melhor resultado da história, avalia Mdic

Importações fazem superávit comercial cair 19,6% de janeiro a julho - Apesar do recuo, o resultado foi o segundo melhor da história para o período

Saldo da balança comercial do Sul avança 40% até abril - Diferença entre exportações e importações chega a R$ 3,7 bi

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: