Edson Campagnolo se licencia da presidência da Fiep

O industrial Cláudio Petrycoski, de Pato Branco, assume o cargo

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Edson Campagnolo se licencia da presidência da Fiep. O industrial Cláudio Petrycoski, de Pato Branco, assume o cargo

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo (na foto, à direita), se licenciou da presidência da entidade na quarta-feira (6). Trata-se de uma desincompatibilização temporária do cargo para o qual foi eleito em 2011 e reeleito em 2015. O afastamento é necessário para cumprir o disposto no artigo 1º da Lei Complementar nº 64/90. Essa legislação determina a desincompatibilização quatro meses antes do pleito eleitoral dos presidentes de entidades sindicais que tenham intenção de concorrer às eleições. Filiado ao PRB, Campagnolo pode ser vice na chapa de Ratinho Jr.

“À frente da Fiep, sempre defendi uma participação mais ativa da sociedade civil organizada e do empresariado na vida política do país, seja assumindo cargos públicos, seja acompanhando e fiscalizando de perto a atuação dos eleitos. Entendo que essa é uma forma de envolver nos processos decisórios pessoas efetivamente comprometidas com o bem coletivo e com o desenvolvimento do Paraná e do Brasil. É com esse objetivo, e entendendo que as eleições deste ano são decisivas para uma mudança na forma como nosso país vem sendo conduzido, que coloco meu nome à disposição para a disputa eleitoral deste ano”, declarou Campagnolo.

Cláudio Petrycoski (na foto, à esquerda), que assume interinamente a presidência da Fiep, já integra a diretoria da entidade, sendo um dos membros mais antigos entre os 15 atuais vice-presidentes. O industrial é presidente da Atlas Eletrodomésticos, uma das maiores fabricantes de fogões a gás do Brasil, com sede em Pato Branco, no Sudoeste do Estado. Também preside o Instituto Regional de Desenvolvimento Econômico e Social (IRDES) e presidiu por seis gestões o Sindimetal Sudoeste, de 1990 a 2009.

Além de Petrycoski, foram nomeados também Helio Bampi, do setor de instalações telefônicas, de Curitiba, para presidir o Conselho do Sesi; e Carlos Walter Martins Pedro, industrial do setor metalmecânico de Maringá, para o Conselho do Senai. Petrycoski acumulará a presidência do Conselho do IEL.


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: