Catarinense Flex realiza migração no Bovespa Mais

Entrada viabilizará o financiamento para a ampliação de mercado

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Catarinense Flex realiza migração no Bovespa Mais

A catarinense Flex Gestão de Relacionamentos realizou nesta quinta-feira (24) a sua migração na listagem na Categoria “A” do Bovespa Mais da B3. Fundada em 2009, em Florianópolis, a companhia atua na gestão de relacionamentos, oferecendo soluções para atender às necessidades de interação empresa-cliente, com plataformas multicanais, alta tecnologia com utilização de ferramentas de Inteligência Artificial, Big Data e Analytics.  

A Flex emprega mais de 13,5 mil profissionais em Florianópolis (SC), Lages (SC), Xanxerê (SC), Engenheiro Coelho (SP) e São Paulo (SP), além de dois laboratórios de inovação (em Florianópolis e São Paulo). A empresa conta hoje com quinze unidades operacionais e dois laboratórios de inovação. “A decisão permitirá acesso ao mercado de capitais viabilizando o financiamento para o planejamento estratégico que privilegia inovação e ampliação de mercado para os próximos anos. Adicionalmente, a listagem, que implica em assumir compromissos relevantes com elevados padrões de governança corporativa, consolidará a imagem da Flex no mercado como uma empresa ética e transparente”, avalia Topázio Silveira Neto, presidente da Flex.

Em 2014, o Stratus SCP Brasil Fundo de Investimento em Participações – MultiEstratégia ingressou na companhia com um aumento de capital que fortaleceu o plano de expansão da Flex, complementando o seu portfólio em 2015 com a aquisição de empresas atuantes no segmento de cobrança, análise e concessão de crédito. Em 2017, a Flex adquiriu ainda a Primius Technology Serviços em Informática, o que possibilitou acessar clientes de segmentos ainda não explorados.

Cada vez mais focada no desenvolvimento de novas tecnologias com propriedade intelectual, a Flex investiu, nos últimos dois anos, R$ 55 milhões na abertura de novas unidades, na aquisição de novos negócios e no desenvolvimento e uso de tecnologias complexas, como Inteligência Artificial, Big Data & Analitycs, Bots, Machine Learning, Agentes Virtuais e URAs (Unidade de Resposta Audível) Cognitivas. Mensalmente, a empresa catarinense realiza perto de 100 milhões de interações com consumidores, utilizando os mais diversos canais, como voz, chat, SMS, WhatsApp, portais automáticos de auto negociação, agentes virtuais e Chatbots. O volume de interações cresce em média 1,5% ao mês, o que deve gerar um aumento entre 15% e 20% nos próximos 12 meses. 

Com um faturamento bruto de R$ 580 milhões no ano passado, no primeiro trimestre de 2018 a receita registrou incremento de 6,1% sobre igual período de 2017, com aumento de lucratividade operacional e perspectiva de crescimento para os próximos trimestres. “O investimento em tecnologia e treinamento do quadro de profissionais, com objetivo de buscar eficiência operacional e inovação nos processos e produtos, resultou na otimização do faturamento”, complementa Silveira Neto. Atualmente, a Flex atende cerca de 80 clientes líderes dos setores financeiro, de seguros, telecom, pesquisa, varejo, ONGs, indústrias e marcas de consumo, oferecendo soluções full-service e multiferramentas tecnológicas, além de todo o know-how e expertise para a gestão de diversos tipos de relacionamento e tecnologias, gerando negócios entre seus clientes e consumidores.


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: