Greve dos caminhoneiros paralisará plantas da Aurora

Cooperativa catarinense estima prejuízo de R$ 50 milhões

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Greve dos caminhoneiros paralisará plantas da catarinense Aurora Alimentos

A Cooperativa Central Aurora Alimentos comunicou nesta terça-feira (22) que, em consequência da greve que atinge o setor de transportes nas regiões onde estão instaladas as suas unidades produtivas, paralisará totalmente as atividades das indústrias de processamento de aves e suínos em Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul (inicialmente) na próxima quinta e também na sexta-feira.

“A suspensão total das atividades tornou-se imperativa e inevitável em razão dos efeitos do movimento grevista que impede a passagem dos caminhões que transportam todos os insumos necessários ao funcionamento das indústrias e, também, o escoamento dos produtos acabados para os portos e os centros de consumo. A capacidade de estocagem de produtos frigorificados – de 50 mil toneladas – está exaurida”, revela a cooperativa. “No campo, as famílias rurais são as mais prejudicadas porque o mesmo movimento grevista impede o fornecimento de ração, pintinhos, material genético, remédios etc. aos milhares de produtores rurais, colocando em risco imensos planteis de aves, suínos e bovinos. Ao mesmo tempo, impede a retirada da produção agrícola e pecuária. Dessa forma, o sistema de produção no campo e na cidade ficou asfixiado e impossibilitado de operar em face da falência de suprimentos”, destaca a Aurora, em nota. 

Nesses dois dias em que as plantas industriais da Aurora estarão fechadas 28 mil trabalhadores diretos estarão dispensados temporariamente do trabalho. Nesse período, a escassez ou falta de rações prejudicará o desenvolvimento de um plantel de 32 milhões de frangos e 1 milhão 260 mil suínos pois quando o movimento dos caminheiros cessar, os prejuízos continuarão se manifestando nesses ativos biológicos malnutridos. ”Tudo isso representa mais de R$ 50 milhões de prejuízos para toda a cadeia produtiva ancorada na Aurora Alimentos, justamente em um ano em que a perda de mercados e problemas conjunturais já sacrificam severamente a agroindústria da carne com milhões em perdas”, revela o comunicado da cooperativa catarinense. 


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: