Sistema Cecred teve crescimento de 22% em 2017

Meta é chegar em 2020 com mais de 1 milhão de associados

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Sistema Cecred teve crescimento de 22% no ano passado

O Sistema Cecred, que engloba 13 cooperativas de crédito no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, viu seus ativos obterem um crescimento de 22% no ano passado, alcançando R$ 6,2 bilhões. Além disso, já são 616 mil cooperados ligados à instituição, um aumento de 13% no comparativo com o ano anterior. A meta é chegar a 2020 com mais de 1 milhão de associados. O saldo em depósitos alcançou os R$ 4,4 bilhões e as sobras totalizaram R$ 266,3 milhões..

Para o diretor executivo da Cecred, Ivo José Bracht (na foto, à direita), os dados mostram a importância e os diferenciais do cooperativismo que estão ficando mais claros. “Quem faz parte do nosso quadro social contribui com o potencial de transformação que podemos gerar levando cidadania financeira para as pessoas”, destaca. “Todas as ações do Sistema Cecred e das suas cooperativas são pautadas nesta relação de confiança, convivência e resultado efetivo nas cidades e bairros onde estamos. Isso fica ainda mais evidente na questão financeira, como no retorno das sobras, e também nas questões ligadas ao desenvolvimento social”, complementa Moacir Krambeck (na foto, à esquerda), presidente do Sistema Cecred. 

Além do crescimento das operações, a Cecred também comemora os bons números do resultado econômico-social. Esse recorte leva em consideração a redução do pagamento de juros e taxas de serviços por parte dos cooperados, que têm acesso a taxas reduzidas em comparação a instituições financeiras tradicionais. No que diz respeito a empréstimos, a economia foi de R$ 957 milhões no ano passado. 

Quem precisou recorrer ao cheque especial também pagou mais barato utilizando a opção das cooperativas filiadas à Cecred: menos 71,3% ao ano, na comparação com o mercado. Com tarifas inferiores às do mercado financeiro tradicional, as cooperativas proporcionaram ainda a economia de R$ 120 milhões aos seus cooperados. No resultado geral, a economia por cooperado em 2017 foi de R$ 2.105. Em relação às aplicações, o rendimento médio anual é 9,4% maior no comparativo, o que totalizou para cooperados R$ 46 milhões no último ano.


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: