Vinícola Garibaldi fatura R$ 134 milhões em 2017

Crescimento nos últimos quatro anos ultrapassou os 60%

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Vinícola Garibaldi fatura R$ 134 milhões em 2017

Em 2017, a Cooperativa Vinícola Garibaldi somou R$ 134 milhões de faturamento – crescimento de 10% no comparativo com 2016. Considerando os últimos quatro anos, a evolução do faturamento ultrapassa os 60%. “Ficamos muito satisfeitos com os resultados apresentados: indicadores mostrando que a Garibaldi está solidamente embasada em um projeto de expansão gradativo e permanente”, destaca Oscar Ló, presidente reeleito para comandar a cooperativa também pelos próximos quatro anos.

Parte da conquista desses bons resultados é decorrência de um sólido plano de expansão que a vinícola vem edificando ao longo da última década – que totalizaram R$ 30 milhões investidos em ampliação da capacidade de estocagem, melhorias tecnológicas e aperfeiçoamento do processo produtivo no parque fabril. Somente em 2017 foram R$ 3,5 milhões aplicados na cooperativa.

Outro fator diretamente ligado ao sucesso dos números é o êxito na venda de produtos. A comercialização de espumantes da marca cresceu 37% no ano passado – sendo que, no panorama geral do setor, o aumento de consumo nacional foi de apenas 3%. Quem também teve bom desempenho foram os vinhos de mesa, com crescimento de 16% nas vendas no ano passado (bem acima da média no setor, na casa de 5%). No mesmo embalo aparecem os sucos de uva, com acréscimo de 12%.

Os rótulos da Garibaldi seguem absolutos no varejo gaúcho – o Rio Grande do Sul responde por 40% das vendas da marca, seguido pelo estado de São Paulo, com 26% do total. A cooperativa mantém, atualmente, 50 representantes comerciais que atuam em todas as unidades federativas do país, além de cinco filiais que facilitam a logística de distribuição dos produtos – em São Paulo, Minhas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul – sendo uma em Porto Alegre e outra em Garibaldi. A loja (foto), que é o centro turístico da cooperativa, foi reformada em 2014, faturou R$ 4,2 milhões em 2017 e viu o número de visitantes saltar de 50 mil em 2014 para 110 mil pessoas no ano passado. 


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: