BRDE viabilizou investimentos de R$ 4 bi no Sul em 2017

Operações do banco geraram ICMS incremental de R$ 359 milhões

Da Redação

redacao@amanha.com.br

BRDE viabilizou investimentos de R$ 4 bilhões no Sul em 2017

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) publicou balanço referente ao exercício de 2017 no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (29). Os dados demonstram que os R$ 2,2 bilhões que a instituição contratou em 5.137 operações de crédito, somados aos recursos dos empreendedores, viabilizaram investimentos de R$ 4,071 bilhões em grandes e pequenos negócios de todos os setores da economia no Sul. 

Diante da conjuntura de baixo crescimento da economia brasileira e do contexto político, do ponto de vista financeiro e patrimonial, o BRDE superou as dificuldades e obteve lucro de R$ 118 milhões, ante os R$ 117,6 milhões do ano anterior, e alcançou patrimônio líquido superior a R$ 2,5 bilhões, com R$ 17,2 bilhões de ativo total. O índice de inadimplência da carteira de crédito foi de 3,05%, enquanto que o Sistema Financeiro Nacional registrou 3,25%.

No plano operacional, mesmo limitando a sua atuação ao âmbito regional, o BRDE destacou-se no ranking nacional dos agentes repassadores de recursos do BNDES. “O banco foi o primeiro colocado em desembolsos nos estados do Sul, com 14,7% dos totais na região. Considerando as instituições financeiras de todo o Brasil, o BRDE foi o sexto no volume de operações de crédito indiretas contratadas com recursos do BNDES”, ressalta Orlando Pessuti, diretor-presidente do BRDE. O ambiente recessivo e o estreitamento dos recursos disponibilizados por seu principal fornecedor de funding, o BNDES, motivaram o recuo do valor contratado em relação a 2016 (R$ 3,008 bilhões). O BRDE também se destacou como o maior repassador nacional de recursos do Programa Inovacred, da Finep, que financia projetos de inovação. Chegou ao valor histórico de R$ 196,1 milhões, o que equivale a 31,7% do total do país.

Em sua política institucional de preservação de empregos e geração de renda, em 2017 o BRDE firmou 220 operações de reestruturação de dívidas da ordem de R$ 182,1 milhões. Com isso, permitiu a continuidade do funcionamento de empresas com baixo grau de liquidez no curto prazo, mas avaliadas como viáveis no médio e no longo prazos. Com um quadro de 503 colaboradores, o BRDE está presente em 1.073 municípios do Sul – 90% do total  –, mantendo 35.366 clientes ativos. 

As operações do banco também geraram ICMS incremental de R$ 359 milhões aos estados-controladores: Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. De um total de 4.744 clientes que realizaram operações de crédito com a instituição, 79% eram micros, pequenas e médias empresas (MPMEs). O valor médio de contratação, de R$ 463 mil por cliente, demonstra o compromisso do BRDE com o fomento ao desenvolvimento econômico e social sustentável em empreendimentos de todos os portes.


leia também

BRDE contrata R$ 800 milhões em financiamentos até junho - Recursos ajudaram a gerar trabalho em mais de mil cidades do Sul

BRDE contratou R$ 2,2 bilhões em financiamentos em 2017 - Operações geraram o recolhimento de ICMS de R$ 359 milhões

BRDE libera R$ 45 milhões para cooperativas do Paraná - Recursos serão investidos em modernização de unidades

BRDE lidera em financiamentos no Sul - Banco desembolsou mais de R$ 2 bilhões até novembro

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: