Badesul encerrou 2017 com R$ 14 milhões em lucro líquido

Desde 2015, foram apoiados 225 municípios no Badesul Cidades

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Badesul encerrou 2017 com R$ 14 milhões em lucro líquido

O Badesul, agência de fomento gaúcha, encerrou o exercício de 2017 com lucro líquido de R$ 14 milhões. A informação é do balanço final que foi entregue, nesta segunda-feira (26), ao governador José Ivo Sartori, no Palácio Piratini (foto). O relatório levou em consideração o cenário de agravamento da crise econômica do Brasil e do Rio Grande do Sul nos últimos três anos. De forma contínua, a diretoria da agência implantou uma série de medidas desde 2015 para manter sua atuação com responsabilidade. 

Conforme o relatório, na atual gestão, foram aprovados 518 novas operações de crédito, no valor total de R$ 659,6 milhões e desembolsados R$ 884,5 milhões tanto para o financiamento de novos investimentos na economia gaúcha quanto para a sustentação de investimentos antes apoiados, ao que se soma a integralização de R$ 7,7 milhões em fundos de investimentos em participações. O saldo atual de operações ativas foi de R$ 2,5 bilhões. 

Desde 2015, foram apoiados 225 municípios no programa Badesul Cidades, totalizando R$ 176 milhões repassados às prefeituras para o financiamento de investimentos públicos, beneficiando 6,2 milhões habitantes. A carteira de financiamentos apoiou 2.113 projetos, no total de R$ 1.131.104.274,74, para o agronegócio; 281 projetos da indústria, total de R$  841.009.968,38; 226 projetos do segmento de serviços, R$ 406.086.511,78; e mais 10 projetos de inovação, com R$ 4.274.255,13. 

"Com muito trabalho e comprometimento da diretoria e dos colaboradores do Badesul, nós revertemos uma situação adversa e continuamos focados em contribuir para o desenvolvimento econômico e social do Rio Grande do Sul, colaborando com a geração de empregos e renda no Estado”, afirmou Paulo Odon, presidente do Badesul. O governador José Ivo Sartori também comemorou o resultado com a comitiva de dirigentes e do Conselho Deliberativo da agência. O trabalho foi liderado pela ex-presidente do Badesul Susana Kakuta, atual secretária de Minas e Energia; pelo atual presidente da instituição, Paulo Odone; a diretora de operações, Jeanette Lontra; o diretor financeiro, Kalil Sehbe Neto; e pelo diretor de inovação e sustentabilidade, Diogo Paz Bier.


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: