Timac Agro investirá R$ 50 mi para ampliar fábricas no Sul

Nova unidade vai gerar 150 empregos em Rio Grande

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Timac Agro investirá R$ 50 milhões para ampliar fábricas em Rio Grande (RS)

A empresa francesa Timac Agro, do Grupo Roullier, anunciou, nesta quarta-feira (21), que vai investir R$ 50 milhões nos próximos dois anos no Distrito Industrial de Rio Grande (RS). O valor será aplicado na construção de uma nova fábrica no município (R$ 26 milhões) e também na ampliação das duas unidades já existentes (R$ 24 milhões). As obras devem ficar prontas em outubro. A nova unidade vai produzir uma linha inovadora e diferenciada de suplementos para nutrição animal e, inicialmente, vai gerar 150 empregos diretos e indiretos. O grupo está no Brasil desde 1997 e, atualmente, já emprega cerca de 500 pessoas só no estado. 

A informação foi confirmada pelo presidente do grupo no Brasil, Philippe Vignon, durante reunião (foto) no Palácio Piratini com o governador José Ivo Sartori, o secretário do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Márcio Biolchi, e o secretário-chefe da Casa Civil, Fábio Branco.  O presidente do grupo explicou que a tecnologia utilizada vai aumentar o rendimento do gado de corte e de leite. “A nova fábrica em Rio Grande vai beneficiar os produtores. São produtos muito inovadores que, com certeza, vão dar ao produtor mais leite e mais carne”, prevê Vignon.

A área onde será construída a nova unidade tem sete hectares e está localizada ao lado das duas fábricas de fertilizantes sólidos e líquidos que a empresa tem no polo industrial de Rio Grande. O governo gaúcho entra como apoiador porque o espaço é administrado pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect). Segundo a Secretaria, o Distrito Industrial de Rio Grande tem 53 empresas instaladas, além de oito em fase de projeto. Ainda há 380 hectares de áreas restantes, o que possibilita a instalação de novas empresas no futuro. Três, sendo uma americana, já demonstraram interesse.


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: