Receita líquida da Positivo avança 9,6% em 2017

Companhia paranaense prevê retomada gradual da economia

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Receita líquida da Positivo Tecnologia avança 9,6% em 2017

A Positivo Tecnologia (foto) anunciou que obteve receita líquida de R$ 1,9 bilhão no ano passado, um avanço de 9,6% sobre o exercício de 2016. Porém, a companhia paranaense obteve um prejuízo líquido de R$ 47,6 milhões em 2017, basicamente em função do reconhecimento de despesas não recorrentes relativas a provisões e parcelamentos fiscais, incluindo a adesão ao PERT/REFIS. “Adicionalmente, foram contabilizados custos rescisórios com a desativação de uma fábrica na Argentina e com a migração da produção de placas-mãe de Curitiba para Manaus. Expurgando-se tais efeitos, o lucro líquido considerando tais ajustes totalizou R$ 4,4 milhões”, explica a Positivo em sua demonstração financeira.

O mercado brasileiro de PCs registrou crescimento de 15,6% em 2017, totalizando 5,2 milhões de equipamentos comercializados, de acordo com a IDC. O segmento representou 61% da receita da Positivo no ano passado. O avanço foi impulsionado por uma aceleração da demanda no fim do ano, quando a taxa de crescimento do mercado atingiu 21,4% no quarto trimestre, puxada pelos mercados de varejo (+28,5%) e de governo (+121,1%).  O vigor do mercado doméstico ocorre após a forte queda da demanda verificada entre 2014 e 2016, período em que o mercado de PCs contraiu 67,8%, acompanhando a rápida deterioração do consumo no país. “Espera-se que a dinâmica favorável continue em 2018, acompanhando as projeções de crescimento da economia. De fato, dados coletados pela IDC apontaram crescimento do mercado de PCs de 37% em janeiro de 2018 em relação ao mesmo período de 2017”, analisa a companhia.

leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: