Yara inaugura primeira fábrica de fertilizantes foliares no Brasil

Com investimento de R$ 100 milhões, a nova planta é a única localizada fora da Europa

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Yara inaugura primeira fábrica de fertilizantes foliares no Brasil

Como parte dos inúmeros investimentos no país, a Yara inaugurou nesta quarta-feira (14) a primeira fábrica de fertilizantes foliares e micronutrientes da companhia no Brasil, em Sumaré (SP). A escolha para sediar a unidade de produção de fertilizantes foliares e micronutrientes da Yara é estratégica. A escolha pela cidade paulista deve-se ao fator logístico, com rodovias e ferrovias ligando o local aos principais polos agrícolas, o que facilita o transporte de fertilizantes, e ao Porto de Santos, de onde são oriundas as principais matérias-primas que abastecem a unidade. Além disso, o local abriga a Unidade Misturadora mais moderna da Yara no Brasil, o que também colabora com a logística. Além de ser o país que responde por um terço do volume e um quarto do faturamento global da empresa, o mercado deste tipo de tecnologia é promissor, com um produtor rural cada vez mais receptivo ao investimento em tecnologias em prol da produtividade e rentabilidade. 

Com investimento de R$ 100 milhões, a nova planta é a única localizada fora da Europa e chega com o propósito de levar ao agricultor produtos de alta tecnologia e performance, além de diminuir a importação de matérias-primas. "O Brasil, hoje, é um dos países mais importantes para os negócios da Yara. Com mais de US$ 3 bilhões em investimentos e aquisições em construção e modernização de unidades, a empresa aposta na agricultura brasileira e tem a estratégia de, cada vez mais, aumentar o padrão de qualidade e de eficiência operacional do mercado brasileiro de fertilizantes, que cresce a cada ano", afirma Lair Hanzen, presidente da Yara Brasil e vice-presidente da Yara International.

Segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal (Abisolo), as vendas de fertilizantes especiais, categoria em que se encontram os produtos da linha YaraVita, devem crescer 10% em 2018. Por fim, o mercado de fertilizantes brasileiro está aquecido, com um crescimento médio de 3% nos últimos anos, segundo a Associação Nacional de Difusão de Adubos (Anda).

Outro investimento substancial da Yara no Brasil é o Complexo Mineroindustrial de Serra do Salitre. Com aportes de R$ 2,6 bilhões, por meio de uma joint-venture com a Galvani, o projeto tem como objetivo aumentar a extração do fosfato, reduzindo a dependência de importações, o déficit da balança comercial do setor e colaborando para a geração de emprego e renda para a indústria nacional. Quando estiver em operação plena, o projeto terá capacidade de produção de 1,2 milhão de toneladas anuais de rocha fosfática (concentrado), que será utilizada na produção de fertilizantes. O cronograma prevê que as obras da fase de mineração sejam finalizadas em 2018 e a operação das plantas químicas seja iniciada em 2019. 


leia também

Lair Hanzen será VP sênior da Yara Global - O CEO será o único não europeu na diretoria

Lair Hazen: Brasil ainda é campo fértil para Yara - Mesmo com queda nas vendas neste ano, empresa mantém investimentos

Yara compra unidade de fertilizantes em Goiás - Aquisição da Adubos Sudoeste reforça presença no centro do país

Yara Fertilizantes confirma investimento de R$ 1 bilhão na região Sul - Aporte dependia da prorrogação de decreto que abaterá tributação

Yara muda estrutura organizacional - Cleiton Vargas e Carlos Heredia são promovidos

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: