Randon retoma lucratividade em 2017

Alexandre Randon será presidente do Conselho

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Randon retoma lucratividade em 2017

Após dois anos de prejuízo acumulado, a Randon (foto), de Caxias do Sul (RS) retomou o caminho da lucratividade. Vencido o prolongado período de crise econômica e política, quedas consecutivas nos volumes de produção e desemprego em alta, a companhia registrou uma recuperação ainda moderada no ano passado e conseguiu encerrar o exercício com importantes índices de crescimento consolidado. A receita líquida alcançou R$ 2,9 bilhões (11,9% maior ao ano anterior) enquanto o lucro líquido foi de R$ 46,7 milhões, com Margem Líquida de 1,6% (contra prejuízo líquido de R$ 67,2 milhões e margem líquida de -2,6% em 2016). 

Embora ainda distante dos números apresentados em anos anteriores à crise, o lucro apresentado traz com ele a confiança de que decisões tomadas e mudanças implementadas estão dando frutos, e que tendem a ser ampliadas nos próximos exercícios. “Há esperança, mesmo que cautelosa, de que o país volte a crescer após quase três anos praticamente estagnado”, observa David Abramo Randon, diretor-presidente das Empresas Randon. 

As vendas consolidadas para o exterior, no exercício de 2017, totalizaram US$ 155,4 milhões, 2,5% maiores do que no mesmo período de 2016. Deste total, Mercosul e Chile representaram 46,3% das exportações e  o NAFTA 32,6%. Em 2017, as unidades no exterior faturaram US$ 84,3 milhões, contra US$ 72,8 milhões em 2016 (eliminando as receitas entre empresas). Já a divisão Montadoras representou 43,4% do total da receita líquida consolidada da companhia (R$ 1,3 bilhão). A Randon Implementos é a maior fabricante de reboques e semirreboques da América Latina e está entre as maiores fabricantes do mundo. Além de possuir duas fábricas no Brasil (Caxias do Sul e Chapecó), a Randon também produz semirreboques em Rosário, na Argentina. A partir de 2018 os semirreboques também serão produzidos nas plantas de Araraquara e em Lima, no Peru. 

Sucessão
O Conselho de Administração da Randon elegeu Alexandre Randon para ocupar o cargo de presidente, sucedendo a Raul Anselmo Randon, que faleceu em 3 de março. De forma interina, Alexandre Randon, que acumula o cargo de vice-presidente, terá mandato até abril de 2019, quando um novo Conselho será eleito. Para a posição de vice-presidente, a família acionista controladora optou por buscar um profissional externo, que será submetido ao Conselho de Administração e anunciado tão logo seja eleito. 

O diretor-presidente das Empresas Randon, David Randon, que ocupa o cargo desde abril de 2009, quando Raul Anselmo Randon deixou de exercer funções executivas, permanece na presidência da diretoria e à frente do Comitê Executivo (não estatutário). Da mesma forma, Daniel Randon segue na vice-presidência da diretoria, tendo sob seu comando as áreas financeira, recursos humanos, compras e serviços. Também integram o Comitê Executivo, o COO da Divisão Montadora, Alexandre Gazzi, e o COO da Divisão Autopeças, Sérgio de Carvalho.

leia também

Randon projeta receita líquida 28% maior neste ano - Companhia planeja investir R$ 140 milhões até dezembro

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: