RS negocia avanços no Regime de Recuperação Fiscal

Sartori também pediu ressarcimento das perdas com a Lei Kandir

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Governo do RS negocia em Brasília avanços no Regime de Recuperação Fiscal

O governador José Ivo Sartori reuniu-se com o presidente Michel Temer, na manhã desta terça-feira (13), no Palácio da Alvorada, em Brasília, para tratar de dois temas de extrema relevância para o Rio Grande do Sul: a adesão ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) e o financiamento da Segurança Pública pelo BNDES. Após a autorização do Legislativo gaúcho, o governo do Rio Grande do Sul espera que as negociações para a adesão ao RRF avancem. Este avanço depende de questões técnicas, que já estão sendo superadas pelo Estado (em especial a certidão do Tribunal de Contas do RS que confirma gastos com pessoal acima de 72%), mas também da vontade política do governo federal.

O governador lembrou que o Rio Grande do Sul foi o estado brasileiro que fez a mais profunda reforma administrativa em sua estrutura. “Fizemos o dever de casa e era meu papel pedir prioridade em nome do Rio Grande do Sul”, declarou. Sartori também reforçou o pleito gaúcho para que governo federal promova um encontro de contas com ressarcimento das perdas do Estado com a Lei Kandir. “O Rio Grande do Sul está vivendo um novo momento econômico e para isso é fundamental o ingresso de dinheiro novo no Estado. O ano de 2018 não pode ser [um ano] morto. Serei parceiro de todas as transformações que o país ainda precisa”, afirmou.

O outro tema da reunião com o presidente foi o financiamento do BNDES para a Segurança Pública. O Rio Grande do Sul é o segundo estado brasileiro em extensão de fronteira e precisa ser incluído nesse programa. “Ontem [segunda-feira], anunciamos redução de todos os índices de criminalidade. Segurança Pública é nossa prioridade absoluta, mas é necessário avançar em equipamentos, viaturas, presídios. E para isso precisamos de recursos financeiros. Não seria justo o Rio Grande do Sul ficar de fora desse programa de financiamento”, ressaltou Sartori. 

leia também

ALRS aprova adesão ao Regime de Recuperação Fiscal - A proposta teve 30 votos a favor e 18 contra

ALRS: sessão extraordinária é encerrada por falta de quórum - Deputados voltarão a se reunir nesta terça-feira

ALRS: votação de Recuperação Fiscal é adiada novamente - Adesão prevê a suspensão das parcelas da dívida com a União

Governo do RS apresenta projeto de Recuperação Fiscal - José Ivo Sartori defendeu a adesão ao Regime

Governo gaúcho e STN encaminharão balanço ao STF - Documento permitirá pré-acordo de adesão ao Regime Fiscal

Rio Grande do Sul tenta fechar acordo com a União - Governo estadual discute meios de adesão ao regime

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: