Cooperalfa fatura R$ 2,7 bilhões em 2017

O resultado foi considerado bom por Romeo Bet

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Romeo Bet, presidente da Cooperalfa

A Cooperalfa, de Chapecó (SC), aprovou em assembleia nesta terça-feira (27) seu balanço patrimonial. De acordo com a cooperativa catarinense, a receita total do ano passado foi de R$ 2,7 bilhões – incremento de 5,5% em relação ao exercício de 2016. “O crescimento ficou abaixo da meta inicial estabelecida em planejamento, porém, o resultado é muito bom se considerado o difícil período econômico atravessado pelo país no ano passado”, avalia Romeo Bet (foto), presidente da Alfa. 

A cooperativa conseguirá distribuir aos associados o montante de R$ 14, 7 milhões. Da receita total do ano, quase um terço (29,8%) veio da área de industrializados e 19,3% foi proveniente da pecuária. O restante foi gerado por insumos agrícolas, áreas de consumo (ferragens e materiais de construção, combustíveis e rede Superalfa) e da produção agrícola. Com destino a Aurora Alimentos, a Cooperalfa remeteu 92,9 milhões de cabeças de aves, mais 994 mil cabeças de suínos, além de 122,2 milhões de litros de leite. “Esse último índice foi fortemente impulsionado pela entrada da Alfa no Rio Grande do Sul”, esclarece Edilamar Wons, vice-presidente da cooperativa.  A Alfa adquiriu, no final de maio do ano passado, um dos vários ramos de negócio do grupo gaúcho Sementes Estrela (relembre aqui). 


leia também

A vida de uma organização exemplar - Como a Coamo virou um modelo de cooperativismo a ser seguido

Atuação em rede que produz melhores resultados - Para Luiz Vicente Suzin, presidente da Ocesc, a intercooperação dá independência ao sistema cooperativista

Coamo atinge faturamento de R$ 11,4 bilhões em 2016 - As sobras destinadas aos cooperados totalizam R$ 338,2 milhões

Coamo fatura R$ 10,7 bilhões em 2015 - A maior cooperativa do Sul cresceu 22%

Coamo investirá mais de R$ 1 bi nos próximos quatro anos - Cooperativa construirá 25 entrepostos no Sul, além de unidades no MS

Cooperalfa adquire setor de grãos da Sementes Estrela - Cooperativa de Chapecó fechou o negócio por R$ 44 milhões

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: