Banrisul tem o maior lucro líquido da história: R$ 1,05 bi

Qualidade da carteira de crédito motivou resultado, avalia Mota

Por Dirceu Chirivino

dirceu@amanha.com.br

Banrisul tem o maior lucro líquido da história: R$ 1,05 bi, anuncia Luiz Gonzaga Mota

No ano em que completa 90 anos de existência, o Banrisul anunciou, nesta segunda-feira (19), uma marca histórica: o lucro líquido ficou em R$ 1,05 bilhão em 2017, 59,6% a mais do que em 2016. O lucro recorrente totalizou R$ 911,6 milhões em 2017, 39,8% superior ao apurado no ano anterior. Os números que detalham o desempenho do banco foram apresentados com a presença do governador José Ivo Sartori, que comemorou o resultado positivo, conquistado mesmo com as dificuldades financeiras do Estado. 

“Encerrar 2017 com um lucro líquido superior a um R$ 1 bilhão é sem dúvida uma marca histórica que reafirma a constante busca do Banrisul para ser um banco moderno, sustentável e, acima de tudo, eficiente”, destacou. O governador também parabenizou toda a direção, formada essencialmente por técnicos. 

O presidente Luiz Gonzaga Veras Mota (foto) explicou que o lucro recorde se deve a uma combinação de fatores. “Os motivos principais foram um grande corte de despesas, incluindo um plano de aposentadoria de funcionários. Também uma expansão e uma melhoria na qualidade da carteira de crédito, especialmente para pessoas físicas. Isso significa que um crédito que o banco fornece tem grande probabilidade de retornar, porque reduzimos o índice de inadimplência. E, aliado a isso, um forte crescimento das receitas de serviço, como cartões, seguros e consórcios. O conjunto desses valores formou o excelente resultado de 2017”, relatou.

Mota também afirmou que não há novidades, pelo menos por enquanto, sobre a venda de ações do banco. “Não temos posição sobre a venda de ações do Banrisul. Estamos aguardando pela movimentação do mercado. Talvez até o final do mês tenhamos alguma decisão”, revelou. O presidente do Banrisul também descartou de forma definitiva a venda da instituição financeira. “A privatização do Banrisul como influência para a facilitação do ajuste fiscal está fora de cogitação. É um assunto definitivamente encerrado”, reiterou. 


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: