Robótica ganha espaço na vinícola Aurora

Tecnologia elimina o trabalho braçal do descarregamento dos caminhões com uvas

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Robótica ganha espaço na vinícola Aurora

O uso intensivo da robótica tem conquistado, aos poucos, vários segmentos industriais no Brasil (veja mais detalhes aqui). Agora, pelo que parece, o conceito está chegando ao segmento vinícola. A Aurora iniciou a implantação de dois robôs no recebimento das uvas, um na matriz e outro na unidade Vinhedos, ao lado da qual será inaugurada a pedra fundamental da construção da nova fábrica, com início de atividades previsto para o ano que vem. “Somos a primeira vinícola do mundo a implantar robôs nesse setor”, comemora Itacir Pozza, presidente do Conselho de Administração da Cooperativa Vinícola Aurora.

Os dois novos robôs, produzidos na Alemanha, chegam para eliminar o trabalho braçal do descarregamento dos caminhões com uvas, e poderão descarregar até 1,2 tonelada de uvas por minuto. Nessa implantação foram investidos R$ 10 milhões.  Os robôs de safra somam-se aos quatro robôs japoneses que a vinícola já tem em operação na expedição dos produtos acabados. 

A cooperativa de Bento Gonçalves irá investir outros R$ 20 milhões em uma nova fábrica, que começa a ser construída neste mês, com 14 mil metros quadrados de área construída no Vale dos Vinhedos, para concentrar a produção e a expedição dos sucos de uva e vinhos de mesa. Dessa forma, a matriz ganhará mais fôlego e capacidade para expandir a produção dos vinhos e espumantes finos. “É um marco na história da Aurora. Esse conjunto de medidas constituem as mais significativas inovações na empresa nos últimos 50 anos”, avalia Pozza. Além disso, a Aurora irá investir em novas linhas de envase, com alta capacidade produtiva.Com um faturamento de R$ 515 milhões no ano passado, a vinícola registrou crescimento de 5% em um período de crise na economia do país, mantendo sua liderança no mercado interno em suco de uva integral, vinhos finos e coolers (marca Keep Cooler). 

A vinícola de Bento Gonçalves possui um portfólio de 13 marcas próprias e mais de 200 itens. Exporta para mais de 20 países e concentra seu foco de expansão das vendas externas na Ásia, com potencial de ampliação de negócios com a China e Japão. O mercado chinês tem se mostrado receptivo aos espumantes Moscatel. 


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: