Vendas de veículos registram alta de 20% em janeiro

Setor de distribuição deve retomar ritmo normal neste ano

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Vendas de veículos registram alta de 20% em janeiro, anuncia Fenabrave

O mercado de veículos, no Brasil, obteve alta significativa em janeiro deste ano, segundo dados apurados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) nesta quinta-feira (1º). Os emplacamentos de veículos novos, considerando todos os segmentos [automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros] somaram 269.092 unidades, registrando alta de 20% na comparação com janeiro do ano passado. Com relação a dezembro último, o resultado foi 10,67% menor.

Para Alarico Assumpção Júnior, presidente da federação, a expressiva alta nas vendas de janeiro, sobre igual período do ano passado, já era esperada pela entidade. "O cenário econômico, deste início de ano, é totalmente diferente do início de 2017. As expectativas renovadas em função da melhora dos índices econômicos refletem, diretamente, na confiança do consumidor e favorecem o mercado de veículos. Temos projeções otimistas para este ano. Acreditamos que, gradualmente, o setor de distribuição de veículos retome seu ritmo normal”, destacou.

Os segmentos de automóveis e comerciais leves, somados, apresentaram alta ainda mais significativa em janeiro, 22,3% ante igual mês do ano passado. As 175.554 unidades emplacadas nesse primeiro mês de 2018, no entanto, ficaram 14,3% abaixo do volume de dezembro, tradicionalmente, um dos melhores períodos para o setor automotivo. O mercado de caminhões também mostrou novo fôlego neste começo de ano. Embora a base de comparação ainda seja baixa, por conta do forte período de queda pelo qual o segmento tem passado, em janeiro, foram licenciados 4.594 caminhões, crescimento de 56,2% ante janeiro de 2017. Neste mesmo ritmo, o segmento de ônibus registrou, na mesma comparação, alta de 57,7%, totalizando 1.115 unidades emplacadas.

As vendas de motocicletas, em janeiro, também apresentaram retomada do crescimento, com elevação de 13,9% sobre o mesmo mês de 2017, totalizando 77.031 unidades emplacadas. Quando comparado com dezembro, este volume apresentou leve retração, de 0,5%. “A queda de janeiro deste ano sobre dezembro de 2017, no geral, pode ser atribuída ao já tradicional comprometimento de renda dos consumidores no início do ano, em função das matrículas e materiais escolares, IPVA, entre outras despesas que refreiam o consumo de veículos neste período”, opina Assumpção Júnior. 


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: