Cooperativas do RS faturam quase R$ 21 bi em 2017

Índice de crescimento foi inferior à média dos últimos anos

Da Redação*

redacao@amanha.com.br

Cooperativas gaúchas faturam quase R$ 21 bilhões em 2017, anuncia Fecoagro/RS

As cooperativas ligadas à Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado do Rio Grande do Sul (FecoAgro-RS) tiveram um faturamento de R$ 20,8 bilhões em 2017, representando um avanço de 5,3% entre todas as associadas. Os números foram apresentados nesta quarta-feira (31) na sede da FecoAgro, em Porto Alegre. O índice de crescimento apresentou-se inferior à média dos últimos anos em razão da recessão econômica, que teve reflexos no consumo das famílias, e pela demora na comercialização dos grãos, em função da redução dos preços da produção.

A expectativa do presidente da FecoAgro, Paulo Pires (na foto, ao centro), é de que a safra tenha um bom ritmo em 2018. “Nos encaminhamos para uma safra boa esse ano”, afirmou. Em 2017, o preço da soja caiu 15% em relação a 2016 e o do trigo quase 40%. “No ano passado, tivemos uma das piores safras de trigo da história. Se isso se repetir, vai ser um ponto fora da curva”, analisou Pires. O sistema cogita crescimento econômico contínuo e expressivo nos próximos anos. “Estamos falando de uma projeção para 2022 que alcance o patamar de R$ 30 bilhões de faturamento, sustentada pela média de crescimento verificada desde 2013 que registra avanço de 10,1% ao ano no grupo das cooperativas afiliadas”, observa.

Pires também acredita que a produção das cooperativas gaúchas pode se diversificar. Apesar de ser um dos líderes na produção de leite ao lado do Paraná, o sistema cooperativado gaúcho tem pouca participação nos ramos de aves e suínos em comparação com os demais estados do Sul. “Em vez de comercializar milho em farelo, seria melhor vender carne”, sugere. 

*Com reportagem de Italo Bertão Filho.


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: