ALRS: sessão extraordinária é encerrada por falta de quórum

Deputados voltarão a se reunir nesta terça-feira

Da Redação

redacao@amanha.com.br

ALRS: Sessão extraordinária é encerrada por falta de quórum

A sessão extraordinária foi encerrada na tarde desta segunda-feira (29) por falta de quórum. A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul voltará a se reunir nesta terça-feira (30), a partir das 14 horas. O objetivo da sessão era atender a convocação extraordinária do governador José Ivo Sartori para apreciar quatro proposições do Executivo, além do próprio requerimento de convocação As matérias tratam da adesão do Estado ao Regime de Recuperação Fiscal do governo federal e da retirada da Constituição Estadual da exigência de plebiscito para federalizar ou privatizar a Sulgás, a CRM e a CEEE.

Posicionamento
A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs) revelou, em nota, ser favorável à aprovação do projeto que autoriza o Estado a aderir ao Regime de Recuperação Fiscal proposto pelo governo. A Fiergs foi a primeira entidade a fazer um diagnóstico da máquina pública e suas estatais através do “Relatório Sayad”, em 1989, alertando para providências que deveriam ser tomadas. O presidente da entidade, Gilberto Porcello Petry, lembra que de lá para cá, em 29 anos, tudo se agravou e nenhum governo enfrentou a fundo a questão. “Chegamos a um ponto de não retorno, como se diz em náutica. O navio está em rota de colisão.” 

Segundo ele, se não forem tomadas medidas imediatas o próximo governador poderá enfrentar questões insolúveis, com danos irreversíveis a toda sociedade rio-grandense.  Para o presidente da Federação, não se tratam de questões ideológicas, nem de projeto de governo, mas um projeto para o Estado do Rio Grande do Sul, ao enfatizar a importância do voto de cada deputado como decisivo para o futuro dos seus eleitores. “Esperamos que não se deixem influenciar pela minoria barulhenta das galerias, mas pensem no número de cidadãos silenciosos que cada um representa, que é muito maior que os que estarão na plateia,” conclui Petry.


leia também

ALRS aprova adesão ao Regime de Recuperação Fiscal - A proposta teve 30 votos a favor e 18 contra

ALRS: votação de Recuperação Fiscal é adiada novamente - Adesão prevê a suspensão das parcelas da dívida com a União

Governo do RS apresenta projeto de Recuperação Fiscal - José Ivo Sartori defendeu a adesão ao Regime

Governo gaúcho e STN encaminharão balanço ao STF - Documento permitirá pré-acordo de adesão ao Regime Fiscal

Rio Grande do Sul tenta fechar acordo com a União - Governo estadual discute meios de adesão ao regime

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: